Demare vence o Tour de Wallonie num final emocionante!

O francês Arnaud Demare (Groupama – FDJ) venceu a quarta e última etapa do Tour de Wallonie, uma ligação de 199.7km entre Blegny e Erezée, batendo ao sprint na rampa final o belga Philippe Gilbert (Lotto – Soudal), e o belga Greg van Avermaet (CCC Team), ambos com o mesmo tempo do vencedor.

Última etapa do Tour de Wallonie, a etapa mais dura de toda a prova e que nos trouxe um dia espetacular, com um final que evidenciou bem a qualidade que esta volta de quatro dias teve. O ritmo da corrida foi desde cedo muito alto, com a fuga do dia a surgir por volta do km40 com 7 homens, Zdenek Stybar (Deceuninck – QuickStep), Jens Reynders (Hagens Berman Axeon), Scott Thwaites (Alpecin-Fenix), Andreas Kron (Riwal Readynez), Stan Dewulf (Lotto Soudal), Tom Paquot e Lionel Teminiaux (Bingoal-Wallonie Bruxelles).

O pelotão, comandado pela CCC Team, manteve sempre a fuga à distância de cerca de três minutos, até começar a reduzir tempo, também com a ajuda da AG2R La Mondiale e da Team Ineos. Na primeira subida ao Cote de Beffe, a 41km do final, a fuga partiu, sobrando Stybar, Dewulf e Kron na frente, enquanto mais atrás o pelotão alcançava o resto dos escapados e via Michal Gołas (Team Ineos) e Dylan Sunderland (NTT Pro Cycling) sair na tentativa de fazer a ponte até ao trio mais adiantado.

A junção do trio e do duo chegou a acontecer, com 23km para o final, mas o trabalho da CCC acabou por retirar a possibilidade da fuga vingar, com 10km para o final, onde se deu também a entrada na decisiva rampa do dia, onde a Ineos e a Deceuninck voltaram a acelerar com Jhonnatan Narvaez e Florian Senechal, respetivamente. O grupo foi partindo a e FDJ manteve sempre dois homens junto com o camisola amarela, Arnaud Demare, que ia subindo a um ritmo um pouco mais lento.

Na chegada ao topo, um momento de grande indefinição viu Narvaez sair disparado sem resposta, perante um grande grupo de favoritos que se entreolhavam mutuamente, até a Groupama-FDJ aparecer vinda de trás que nem um foguete e assumir a perseguição ao equatoriano com um comboio portentoso. A vantagem foi dos 25s até a Narvaez ter sido alcançado já nos 500 metros finais, numa fase em que já era Oliver Naesen (AG2R La Mondiale) a puxar o grupo, para o sprinter da equipa francesa, Clement Venturini.

Philippe Gilbert abriu as hostilidades com um forte ataque na rampa final, que só Demare conseguiu acompanhar na roda, para depois bater o belga da Lotto-Soudal no sprint final. Greg van Avermaet foi quem mais próximo ficou, na terceira posição, sem ter sequer chance de discutir o sprint com os dois adversários que à sua frente ficaram.

Com esta vitória, Demare assegura também a vitória na classificação geral e dos pontos, com Greg van Avermaet a ser segundo na geral, e o terceiro lugar a ficar a cargo de Amaury Capiot (Sport Vlaanderen – Baloise).

André Carvalho (Hagens Berman – Axeon) terminou a etapa na 45ª posição, a 2:24, e subiu a 38º na geral, a 3:55 de Demare.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Releated

Please turn AdBlock off  | Por favor desative o AdBlock