Bennett confirma nos Campos Elísios! Pogacar histórico!

O irlandês Sam Bennett (Deceuninck – QuickStep) venceu a vigésima primeira e última etapa do Tour de France, uma ligação de 122km entre Mantes-la-Jolie e os Campos Elísios, em pleno centro de Paris, batendo ao sprint o campeão do Mundo, o dinamarquês Mads Pedersen (Trek – Segafredo), e o eslovaco Peter Sagan (Bora – Hansgrohe), ambos com o mesmo tempo do vencedor.

Final do 107º Tour de France com a etapa de consagração de Tadej Pogacar (UAE Team Emirates) como o grande vencedor final. O jovem esloveno venceu a classificação geral, da juventude e da montanha na sua estreia, com apenas 21 anos, algo nunca antes visto por estas gerações, e que deixou toda a gente ainda mais surpreendida com a qualidade deste fenómeno!

A etapa de hoje rolou tranquila, com os habituais momentos para celebração e fotos com os vencedores, até chegarmos ao circuito final nos Campos Elísios. Aí os ataques começaram a surgir o pelotão teve de acelerar, com as equipas dos sprinters a prepararem-se para discutir o sprint final.

Sam Bennett celebrou a vitória nos Campos Elísios!

Um quarteto com Greg van Avermaet (CCC Team), Connor Swift (Arkea – Samsic), Maximilian Schachmann (Bora – Hansgrohe) e Pierre-Luc Perichon (Cofidis) andou cerca de 30km na frente, com Schachmann a ser o último alcançado ainda antes da volta final. A NTT assumiu o pelotão à entrada para a última volta, mas foi a Deceuninck – QuickStep quem assumiu o controlo para o sprint final, com Morkov a lançar o sprint final para Bennett finalizar sem dar hipótese aos adversários, assegurando a vitória na classificação por pontos, sendo o primeiro a bater Peter Sagan na luta pela camisola verde, com o eslovaco a terminar o Tour.

Nelson Oliveira terminou integrado no pelotão em 54º, e terminou em 55º na classificação geral, a 3:01:51 de Pogacar. O português subiu também ao pódio em Paris, com a Movistar a vencer a classificação por equipas!

No passatempo, vitória de Daniel Meneses, André Pinto e João Silva na última etapa. Porém, as pontuações da classificação geral acabaram por dar a vitória a Flávio Vale, naquilo que foi uma autêntica remontada para garantir a vitória final!

A equipa perfeita do Passatempo teria Primoz Roglic, Tadej Pogacar e Richie Porte, Sam Bennett e Peter Sagan, Marc Hirschi, Wout van Aert e Benoit Cosnefroy.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Releated

Please turn AdBlock off  | Por favor desative o AdBlock