Ben Thomas dá espetáculo em Besseges e é o novo líder da corrida ao terceiro dia!

O francês Benjamin Thomas (Cofidis) venceu a terceira etapa da Etoile de Besseges, uma jornada de 155.7km com partida e chegada em Besseges, batendo dois concorrentes diretos pela geral após um final muito atacado e sinuoso, batendo o italiano Alberto Bettiol (EF Education – EasyPost) e o norueguês Tobias Johannessen (Uno-X Pro Cycling Team), por 9s de diferença.

A terceira etapa em Besseges, com um dia complicado e bastante sinuoso, em véspera de etapa rainha, trouxe ao pelotão uma tirada desde cedo muito atacada. Várias foram as movimentações iniciais, e até o líder da geral, o dinamarquês Mads Pedersen (Trek – Segafredo), esteve adiantado sobre o pelotão. Só ao km 20 é que surgiu a fuga do dia, composta por cinco elementos, sendo eles Bruno Armirail (Groupama – FDJ), Samuele Zoccarato (Bardiani CSF Faizane’), Magnus Sheffield (INEOS Grenadiers), Jérémy Cabot (TotalEnergies) e Thibault Guernalec (Team Arkéa – Samsic).

Os ataques não pararam no pelotão, e o quinteto na dianteira recebeu mais companhia, com Hugo Houle (Israel – Premier Tech) e Sebastian Schönberger (B&B Hotels – KTM) a juntarem-se. O pelotão deixou o grupo ganhar uma vantagem superior a três minutos, enquanto superava as primeiras duas contagens de montanha. Armirail venceu a primeira delas, ao km 35, e Cabot a segunda, ao km 73, enquanto a vantagem estava já acima dos quatro minutos.

Com pouco mais de 60km para o fim, a UAE Team Emirates assumiu a liderança do pelotão, e fez a vantagem cair para três minutos. A EF Education – EasyPost juntou-se também pouco depois e a vantagem estava já reduzida a 2:20 com 45km por percorrer.

A 21km da meta, com o pelotão já a cerca de 45s e depois de um grande trabalho de Magnus Cort (EF Education – EasyPost), Guernalec atacava na frente e era o primeiro a passar no alto da última contagem do dia, o Col des Brousses, enquanto a fuga se começava a fragmentar aos bocados e era Magnus Sheffield que se isolava enquanto os companheiros de escapada iam sendo alcançados progressivamente pelo pelotão.

A entrada na última subida, com pouco mais de 12km por percorrer, viu Michael Valgren e Jens Keukeleire acelerarem o ritmo para colocarem toda a gente sufocada, antes do ataque de Alberto Bettiol! O pelotão cortou, com o líder Mads Pedersen a passar por dificuldades, numa tentativa de não perder a liderança da geral, enquanto Mathieu Burgardeau, Benjamin Thomas e Tobias Johannessen, segundo, quarto e décimo da geral, respondiam de pronto. Pierre Latour (Total Energies) tentou também atacar, com 10km para o fim, mas Johanessen não o deixou sair, agarrando-se à roda do francês, enquanto o último resistente da fuga, Magnus Sheffield, era alcançado.

O pelotão começava a reagrupar ligeiramente em fase de descida, mas com 9km para a meta era Richard Carapaz (Ineos Grenadiers) a ir ao chão, com o colombiano Daniel Morena (Kern Pharma). O equatoriano demorou a levantar-se, e as suas aspirações à classificação geral acabaram no momento. Benjamin Thomas acelerou a descer e voltou a cortar o pelotão, com Bettiol e Johannessen na sua roda, enquanto Quentin Pacher (Groupama – FDJ) tentava a todo o custo chegar à frente e o pelotão estava mais atrás. O líder Pedersen era quem passava mesmo por maiores dificuldades e colocava-se em vias de perder a camisola da liderança.

Thomas era quem mais trabalhava, e a 3km, percebendo que os adversários estavam no limite, esboçou um novo ataque num falso plano, com os adversários a não conseguirem responder de imediato! Bettiol ainda tentou, mas não foi capaz de agarrar a roda do francês, e Johannessen teve de fazer um esforço suplementar para tentar fechar o espaço. O francês estava demasiado forte, e não deu hipótese de os adversários o alcançarem, triunfando em solitátio para assegurar também a liderança da classificação geral! Bettiol venceria o sprint pela segunda posição, terminando 9s depois, e o grupo principal chegaria a 15s, comandado pelo norueguês Rasmus Tiller (Uno-X Pro Cycling Team).

Ivo Oliveira (UAE Team Emirates) foi 135º, a 13:59, depois de um dia de muito trabalho na frente do pelotão!

Com o triunfo, Thomas é agora o novo líder da classificação geral, e Johannessen mantém a liderança da classificação por pontos! Alberto Bettiol é o novo líder dos pontos e Bruno Armirail é o melhor trepador.

Classificações

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Releated

Please turn AdBlock off  | Por favor desative o AdBlock