Bahrain dá espetáculo no Benelux e Colbrelli coloca a cereja no topo do bolo!

O Campeão Italiano Sonny Colbrelli (Bahrain Victorious) venceu a sexta etapa do Benelux Tour, uma ligação de 207.6km entre Ottignies e Louvain-la-Neuve – Houffalize com um ataque a 25km do fim e é o novo líder da corrida! O esloveno Matej Mohoric foi segundo, vencendo o sprint do grupo perseguidor, que chegou a 42s, e deu a dobrinha à Bahrain Victorious! O belga Jasper Stuyven (Trek – Segafredo) foi terceiro.

A sexta etapa do Benelux Tour começou com um ritmo rápido, com o pelotão bastante alongado nos primeiros momentos, mas só ao km 23 é que surgiu a fuga do dia, com Geraint Thomas (Ineos Grenadiers) e Jonas Rickaert (Alpecin – Fenix) a conseguirem escapar do pelotão e a construírem rapidamente uma vantagem de 7:00!

Foi já com a entrada na segunda meta da etapa, nos últimos 100km, que a corrida ganhou outra animação, ao ver o ritmo aumentar no pelotão. Christophe Laporte (Cofidis) era um dos azarados com um furo, a cerca de 86km do fim, e pouco depois era Mads Pedersen (Trek – Segafredo) a abandonar, com o ritmo do pelotão a ser cada vez mais forte. A vantagem foi caindo e caindo, e a 60km do fim era já de pouco mais de 2:00.

Com 55km para o fim, Rickaert perdia contacto na frente e deixava Thomas sozinho, enquanto o pelotão estava já reduzido a cerca de metade, com os principais candidatos a estarem bem colocados. A 52km do fim, Mohoric e Victor Campenaerts (Qhubeka NextHash) aceleravam, com Tiesj Benoot (Team DSM) a ser vítima de um furo e Geraint Thomas a estar apenas a 20s de distância. Rapidamente o britânico, vencedor do Le Tour de France 2018, foi alcançado e a corrida se começou a decidir.

A fuga do dia com Jonas Rickaert e Geraint Thomas.

A 49km da meta, Mohoric voltou a atacar, desta vez com a companhia de Colbrelli e de Marc Hirschi (UAE Team Emirates) e o trio ganhou vantagem a um pelotão que se estava a partir aos bocados. Samuele Batistella (Astana – Premier Tech) ainda os tentou seguir, mas ficou a meio caminho. Os dois grupos que sobraram do pelotão juntaram-se pouco depois, com a Groupama – FDJ do líder Stefan Kung e o único gregário de Kasper Asgreen, Dries Devenyns, a perseguirem o trio e a aproximarem-se bastante de o alcançar.

Batistella era alcançado a 37km da meta, com Benoot a precisar de trocar de bicicleta pouco depois, com o pequeno pelotão a dirigir-se para a subida mais difícil do dia, o Côte Saint-Roch, com 1.1km a 10.4% de pendente média. Com o trio em vista, Tom Dumoulin (Jumbo – Visma) assumiu a dianteira num ritmo avassalador, que parecia querer selecionar o grupo para Mike Teunissen, mas o neerlandês acabou por partir a corrida, levando apenas Victor Campenaerts consigo até ao trio que liderava, com a junção a acontecer a 24km da meta, numa altura em que Colbrelli estava já sozinho na frente. Pouco depois, chegariam Jasper Stuyven (Trek – Segafredo), Tim Wellens (Lotto Soudal) e Benoot, e o grupo de 7 seguiria atrás do italiano, mas nunca mais lhe colocaria a vista em cima.

O km de Ouro rapidamente chegou com Colbrelli a bonificar os 9s possíveis, e, mais atrás, Mohoric a defendê-lo e a bonificar 6s, atacando com apenas Tim Wellens na sua roda, ele que fez 3s. Tom Dumoulin viria a chegar de novo à dupla, mas a falta de colaboração voltou a juntar os 7 ciclistas de novo, um pouco mais à frente. A vantagem era já de 45, e parecia não cair, já que o grupo não trabalhava conjuntamente da melhor forma. O pelotão estava a 1:30 e tentava ainda chegar à frente.

Colbrelli cavalgou deixando tudo na estrada, não perdeu vantagem e celebrou assim o triunfo na sexta etapa do Benelux Tour, e a ascensão à liderança da classificação geral! O grupo que perseguia chegou 42s depois, com Matej Mohoric a bater Jasper Stuyven sobre o risco de meta e a garantir a segunda posição. O pelotão, com o líder Stefan Kung, chegou a 1:02, comandado por Nikias Arndt (Team DSM).

Colbrelli lidera a classificação geral com 51s sobre o colega de equipa Matej Mohoric e 53s sobre Victor Campenaerts. Tim Merlier (Alpecin – Fenix) permanece na liderança da classificação por pontos, e Arjen Livyns (Bingoal Pauwels Sauces WB) segue líder da classificação dos sprints intermédios. A Bahrain lidera coletivamente.

O momento decisivo

Classificações Completas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Releated

Please turn AdBlock off  | Por favor desative o AdBlock