Algarve – Sprint? Sam Bennett e mais ninguém!

O irlandês Sam Bennett (Deceuninck – Quick Step) conquistou ao sprint a terceira etapa da Volta ao Algarve, sendo o mais forte ao final dos 203.1km que ligaram Faro a Tavira, batendo de novo o holandês Danny van Poppel (Intermarche – Wanty – Gobert), que se teve de contentar de novo com a segunda posição. O dinamarquês Michael Morkov (Deceuninck – Quick Step), colega de equipa de Bennett, fechou na terceira posição.

No dia mais longo desta Volta ao Algarve o dia começou de forma rápida e a fuga do dia só conseguiu formar-se ao km 20, com quatro homens: Henrique Casimiro (Kelly – Simoldes – UDO), Javier Moreno (Efapel), Jetse Bol (Burgos – BH) e Julen Irizar (Euskaltel – Euskadi) que conquistaram uma vantagem que chegou perto dos 6 minutos.A Ineos Grenadiers, a Bora – Hansgrohe e a Deceuninck – Quick Step assumiram a perseguição, e controlaram sempre à distância, com Moreno a vencer o primeiro prémio de montanha do dia e Casimiro o segundo.

O pelotão não se descuidou e alcançou os escapados a pouco mais de 10km da chegada, numa fase em que já começavam a aparecer os comboios para o sprint. O espanhol Peio Goikoetxea (Euskaltel – Euskadi) e o português Gonçalo Amado (Antarte – Feirense) atacaram a 9km do final, mas Shane Archbold (Deceuninck – Quick Step) foi ter com eles e disse-lhes “A sério? Vale a pena?”, acabando por fazer o duo olhar para trás e perceber que o pelotão estava logo ali.

A 2.8km do final, uma queda acabaria por acontecer, com vários homens das equipas portuguesas envolvidos, incluindo o 9º da geral, Luís Fernandes (Rádio Popular – Boavista). Os principais comboios lutavam pela frente da corrida, mas a Deceuninck – Quick Step mostrou conhecer bem o final que lhe aparecia pela frente, e entrou a todo o gás na última curva, a 400m da meta, lançando Bennett para mais uma vitória que até pareceu fácil.

Dentro das cores lusas, destaque de novo para Iuri Leitão (Tavfer – Measindot – Mortágua), que desta vez foi 9º, mas que sprintou a todo o gás durante 400m, sem que algum ciclista vindo de trás o passasse, fechando progressivamente espaço para o grupo que ganhou uns segundos de vantagem na última curva,

Classificações

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Releated

António Morgado vence Gipuzkoa Klasika!

O corredor português António Morgado (Bairrada) venceu no passado domingo a clássica de Gipuzkoa em bicicleta, prova UCI do escalão de juniores, em Urretxu, com outros dois companheiros de equipa também integrados no top 10. António, com 17 anos, vence a 26ª edição da prova, depois Carlos Rodriguez (agora Ineos) e Juan Ayuso (agora UAE), […]

Please turn AdBlock off  | Por favor desative o AdBlock