Alena Ivanchenko e Alec Segaert são os novos Campeões Europeus de contrarrelógio em Juniores! Morgado e Tavares no Top20!

Começaram esta manhã os Campeonatos da Europa de Estrada com a prova de Contrarrelógio para os Juniores, dando assim início aos cinco dias de Europeus em Itália, na região de Trento, que este ano é a anfitriã do evento. O percurso do contrarrelógio consistia em 22.4km, praticamente sempre planos, com apenas 175m de desnível positivo acumulado, favorecendo assim os principais especialistas contra o relógio.

A prova masculina era a única com representação portuguesa e acabou dominada pelos belgas, com Alec Segaert, que partiu com o dorsal 37, a ser o grande vencedor, com um tempo de 26:26 e uma média de 50.83km/h, para se sagrar o novo Campeão Europeu da especialidade, batendo o seu compatriota Cian Uijtdebroeks por apenas 5s! O terceiro lugar foi para o francês Eddy Le Huitouze, já a 40s do vencedor.

A prova começou até com o português Gonçalo Tavares a marcar o primeiro tempo de referência em 28:12, e a sentar na cadeira quente, mas não por mais do que 3 minutos, já que rapidamente chegaria o luxemburguês Mathieu Kockelmann, que bateria o português por 13s. O polaco Kapcer Gieryk faria um novo melhor tempo cerca de 7min depois, em 27:18, mas rapidamente chegaria também Segaert, que faria o melhor registo da manhã, para chegar ao Ouro!

António Morgado e Gonçalo Tavares, os representantes de Portugal.

Vários foram os especialistas que se seguiram depois e ficaram aquém do resultado do belga, com o estónio Romet Pajur a fazer 27:53, o espanhol Ivan Romeo a fazer 27:35, o alemão Emil Herzog a fazer 27:21 e o russo Artemii Khomiakov a fazer 27:56. Rapidamente chegaria também António Morgado, em 28:01, e logo de seguida um dos favoritos, o norueguês Per Strand Hagenes, em 27:16.

Surpreendendo algumas das previsões, o irlandês Darren Rafferty chegou com o segundo melhor tempo do momento, em 27:09, colocando-se numa posição em que ambicionava as medalhas. Vários ciclistas foram chegando, mas sem fazer mossa aos dois primeiros. Foi já só nos 7 últimos as primeiras posições mudaram, com a chegada de Cian Uijtdebroeks a gerar alguma emoção, com o belga a ficar a apenas 5s do compatriota, em 26:31! Eddy Le Huitouze chegaria de seguida em 27:06 e colocava-se na terceira e posição, e logo depois o italiano Samuele Bonetto fechava as contas do top5, terminando em 27:10, na quinta posição, a 44s do vencedor.

Os tempos dos portugueses permitiram-lhes terminar no top20, com Morgado a ser 18º, a 1:35 e Tavares 19º, a 1:46. Os lugares cumprem os objetivos de top20 estabelecidos previamente, mas Morgado afirmou, em declarações à Federação Portuguesa de Ciclismo, que sentiu que podia ter forçado um pouco mais o ritmo na fase inicial, pois a segunda metade não necessitava que ele aplicasse tanta potência. Apesar de tudo, são dois belos resultados para a formação portuguesa, que, como se sabe, não tem grande aposta no contrarrelógio a nível nacional.

Classificações Completas

Pódio Feminino com Antonia Niedermaier – Alena Ivanchenko – Elise Uijen (da esquerda para direita).

Na prova feminina, a russa Alena Ivanchenko, acabada de chegar dos Mundiais de Pista Junior, onde esteve também Beatriz Roxo, foi a grande vencedora, cumprindo o percurso em 29:11, com uma média de 46:03 km/h, para bater a alemã Antonia Niedermaier por 32s e a neerlandesa Elise Uijen, vencedora da prova no ano passado, por 54s.

Ivanchenko, com o dorsal 36, foi a terceira ciclista a partir e a primeira a chegar, dobrando as duas ciclistas que partiram à sua frente, e colocando-se na cadeira quente para ver todas as adversárias chegarem longe de bater o seu tempo. A finlandesa Wilma Aintila colocou a marca de 31:57, a 2:45 da vencedora, para ser segunda, mas foi rapidamente superada pela checa Eliska Kvasnickova, com um tempo de 31:35 e pela alemã Antonia Niedermaier, que com 29:43 fez também um grande registo, que se viria a revelar o segundo melhor do dia.

A neerlandesa Anna van der Meiden chegaria pouco depois em 30:13 para se colocar na terceira posição, superando já nos últimos metros do esforço a francesa Eglantine Rayer, que com um tempo de 31:19 se colocava na quarta posição. Foi preciso esperar um pouco para que bons tempos voltassem a surgir, e foi outra finlandesa que o fez, desta feita Anniinna Ahtosalo, com 31:19, para se colocar na quarta posição provisória, superando Rayer por apenas 1 centésimo de segundo!

A francesa Selam Lantzsch chegaria em 31:23 e a italiana Carlotta Cipressi em 31:36, para se colocarem naquele que seria o top10 final, mas a grande expectativa estava na chegada da última ciclistas a sair da rampa de partida, a Campeã Europeia Júnior de contrarrelógio em 2020, Elise Uijen. Apesar de tudo, Uijen não foi capaz de bater os dois melhores tempos, e terminou em 30:05, para ficar com a medalha de Bronze, a 54s da vencedora.

Classificações Completas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Releated

Please turn AdBlock off  | Por favor desative o AdBlock