A vitória merecida para António Carvalho!

O português António Carvalho (Efapel) venceu a etapa 7 da Edição Especial da Volta a Portugal, uma ligação de 161km entre Loures e Setúbal, batendo ao sprint os compatriotas Luís Fernandes (Rádio Popular – Boavista) e Luís Gomes (Kelly – Simoldes – UDO), ambos com o mesmo tempo do vencedor.

A etapa começou a ser atacada desde cedo, mas a primeira fuga com 16 elementos não sucedeu, e o pelotão voltou a rolar compacto ao km 13. A fuga acabou por surgir por volta do km 25, com Ángel Madrazo (Burgos – BH), Jon Irisarri (Caja Rural – Seguros RGA), Gavin Mannion (Rally Cycling), Anthony Delaplace (Team Arkéa – Samsic), Óscar Pelegrí (Feirense), Luís Gomes (Kelly – Simoldes – UDO), Marvin Scheulen (LA Alumínios) e Joaquim Silva (Miranda – Mortágua) a ganharem vantagem ao pelotão.

O pelotão deu-lhes cerca de 2:15, controlando-os sempre de perto, já na expectativa de verem os ataques a acontecer na subida ao Alto da Arrábida. Jon Irisarri passou na frente na contagem de quarta categoria em Carvalha, enquanto Luís Gomes ganhou 10pts nos dois primeiros sprints intermédios e se deixou voltar calmamente ao pelotão.

A fuga acabou alcançada a 24km da meta, com Angel Madrazo ainda a tentar seguir sozinho, mas sem sucesso, e o pelotão acelerou, ao comando da W52 – FC Porto. António Carvalho e Luís Fernandes atacaram a 18km da chegada, fragmentando completamente o pelotão, enquanto a W52 tentava perseguir mas não os conseguia alcançar, com o duo a cruzar o alto com 20s de vantagem sobre o pelotão.

O duo rolou com o melhor dos entendimentos descida fora, e aguentou-se na fase plana, enquanto o trabalho da W52 não via o tempo reduzir-se. Foi já no último km que os fugitivos começaram a ceder um pouco, e o pelotão se aproximou. António Carvalho acelerou para lançar o sprint, e Luís Fernandes saiu, ainda muito cedo, com 300m para o final. António aguentou-se na sua roda, e conseguiu passar o ciclista da Rádio Popular, para vencer e dar a segunda vitória à Efapel nesta Edição Especial. O pelotão alcançou os fugitivos mesmo sobre o risco de meta, mas Luís Gomes não conseguiu mais do que ser terceiro, mesmo em cima de Luís Fernandes no risco de meta.

Amaro Antunes foi nono, e vai partir de amarelo para o contrarrelógio final em Lisboa. Com o terceiro lugar e os pontos alcançados na fuga do dia, Luís Gomes garante desde já a vitória na classificação por pontos, juntando-se a Hugo Nunes que já havia garantido a vitória na montanha. Simon Carr continua como o melhor jovem desta edição.

No passatempo, nova vitória para Luís Fernandes, com Flávio Vale a aguentar-se na liderança da geral!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Releated

Nem um empurrão de Serrano tirou a primeira vitória profissional de Edward Planckaert!

Edward Planckaert (Alpecin-Fenix) ganhou a primeira etapa da Vuelta a Burgos, batendo Gonzalo Serrano (Movistar) sobre a linha de meta, mesmo depois de ter levado um empurrão do espanhol. Numa chegada coincidente com uma rampa em Burgos, uma aceleração de Romain Bardet (Team DSM) com quatro corredores foi sucificente para abrir uma brecha, e quintento […]

Please turn AdBlock off  | Por favor desative o AdBlock