À terceira foi de vez e Colbrelli venceu mesmo!

O italiano Sonny Colbrelli (Bahrain Victorious) venceu a terceira etapa do Criterium du Dauphine, uma ligação de 172.5km entre Langeac e Saint-Haon-le-Vieux, batendo num final inclinado o espanhol Alex Aranburu (Astana – Premier Tech) e o norte-americano Brandon McNulty (UAE Team Emirates), terminando ambos no mesmo tempo do vencedor.

A jornada começou com a fuga do dia a formar-se logo desde cedo e a dupla composta pelo Campeão Israelita, Omer Goldstein (Israel Start-Up Nation), e pelo belga Loic Vliegen (Intermarche – Wanty – Gobert) a ganhar vantagem ao pelotão naquela que seria a escapada da jornada. Pouco antes do km 20 deu-se uma das peripécias da jornada, quando uma queda entre o colombiano Santiago Buitrago (Bahrain Victorious) e o dinamarquês Mads Pedersen (Trek – Segafredo) obrigou ao abandono do último, naquela que seria a etapa mais ao seu estilo.

A jornada rolou tranquila, e o pelotão manteve sempre a dupla de fugitivos sob controlo e ainda tirou pé na fase final, para que a junção não acontecesse demasiado cedo. Vliegen lançou-se em solitário a 29km da chegada, numa fase em que a dupla já tinha o pelotão a apenas 10s de distância, enquanto Goldstein se deixou ficar e foi absorvido pelo mesmo. Vliegen seria apanhado ainda com mais de 20km por percorrer e o pelotão seguiu compacto até à meta.

A 15km do final, uma queda acabou por atirar ao chão Guillaume Martine e Simon Geschke (Cofidis), Warren Barguil (Arkea – Samsic) e Jan Bakelants (Intermarche – Wanty – Gobert), e obrigou a que toda a formação da Cofidis descaísse em busca de levar o seu líder de regresso ao pelotão. A junção aconteceu a pouco mais de 8km da chegada, mas o pelotão voltou a cortar pouco depois enquanto Martin recuperava o fôlego antes de se reposicionar, e o francês voltou a ser obrigado a perseguir o pelotão. A 6km estava tudo junto de novo, num pelotão bastante alongado que poderia partir a qualquer momento.

O final foi lançado a todo o gás com Ineos, Jumbo, UAE, QuickStep e Bahrain a passarem pela frente, mas o lançamento foi mesmo feito pela equipa dos Emirados. Aranburu tentou surpreender saindo a 250m, com uma trajetória que obrigou Colbrelli a ir por fora e gastar mais energia, mas o italiano simplesmente tinha mais força e agarrou-se à roda do espanhol, para o passar nos últimos 100m e triunfar em grande estilo!

Lukas Postlberger (Bora – Hansgrohe) terminou integrado no pelotão e mantém a liderança da classificação geral, enquanto Ilan van Wilder (Team DSM) permanece como o melhor jovem. Colbrelli alargou a vantagem na classificação por pontos e Matthew Holmes (Lotto Soudal) permanece na liderança da montanha.

Ivo Oliveira (UAE Team Emirates) foi 128º, a 2:43, e segue agora na última posição da geral, em 141º, a 31:47 do austríaco Postlberger.

Classificações Completas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Releated

Please turn AdBlock off  | Por favor desative o AdBlock