À terceira, finalmente a vitória merecida para Hirschi!

O suiço Marc Hirschi (Team Sunweb) venceu a décima segunda etapa do Le Tour de France, uma ligação de 218km entre Chauvigny e Sarran, batendo o francês Pierre Rolland (B&B Hotels – Vital Concept) por 47 segundos, e o dinamarquês Soren Kragh Andersen (Team Sunweb) por 52 segundos.

Etapa mais longa deste Tour de France, a única acima dos 200km de extensão, com um perfil para romper pernas aos ciclistas. Os ataques surgiram em grande quantidade na fase inicial, mas foram Luis Leon Sanchez (Astana Pro Team), Imanol Erviti (Movistar), Max Walschied (NTT Pro Cycling) e Nils Politt (Israel Start-Up Nation) a sair do pelotão com 8km percorridos. Peter Sagan (Bora – Hansgrohe) tentou atacar, mas Sam Bennett (Deceuninck – QuickStep) não o deixou sair, pela intensa luta pela camisola verde.

Por volta do km25, ataque de Mathieu Burgaudeau (Total Direct Energie) e Kasper Asgreen (Deceuninck – QuickStep) saíram do pelotão, com o quarteto já a 1min, na tentativa de fazer a ponte. O pelotão manteve-se a dois minutos em controlo, com a Bora – Hansgrohe à cabeça. O sprint intermédio surgiu ao km50, e Sam Bennett aproveitou para roubar mais 2 pontos a Sagan, fixando a liderança nos 70 pontos.

Os dois grupo em fuga uniram-se ao km 63, e prosseguiram sempre com a vantagem para o pelotão a rondar os 2 minutos. Entrando na terceira hora de corrida saiu a notícia do abandono de Ilnur Zakarin (CCC Team) após uma queda e uma costela fraturada no dia de ontem.

Com 48km para o final restavam Kasper Asgreen e Imanol Erviti na frente, mas apenas com 25s de vantagem. Pouco depois a Sunweb mexeu com a corrida na parte de trás, com Tiesj Benoot e Soren Kragh Andersen ao ataque, e Sagan na parte de trás do pelotão, isto após Caleb Ewan e Sam Bennett já terem descolado. Marc Soler juntou-se a Benoot e Andersen, que rapidamente passaram por Asgreen e Erviti, absorvido pelo pelotão.

Mais ataques foram acontecendo, com Maximilian Schachmann (Bora-Hansgrohe), Quentin Pacher (B&B Hotels – Vital Concept) e Marc Hirschi a juntarem-se ao trio que já seguia na frente. No grupo perseguidor vários nomes de relevo se iam juntando, com Bob Jungels (Deceuninck – QuickStep), Alessandro de Marchi (CCC Team), Alexey Lutsenko (Astana Pro Team), Pello Bilbao (Bahrain – McLaren), Jesus Herrada (Cofidis), Michael Gogl (NTT Pro Cycling), Kenny Elissonde e Jasper Stuyven (Trek – Segafredo), Sebastian Reichenbach (Groupama – FDJ) e Pierre Rolland (B&B Hotels – Vital Concept).

O sexteto na frente seguia com 25s para o grupo perseguidor e 40s para o pelotão, e Soler foi aumentando o ritmo na frente, deixando rapidamente Benoot e Pacher para trás. Pouco depois ataque de Hirschi, com 28km para o final, sem ninguém esboçar uma resposta, com Julian Alaphilippe (Deceuninck – QuickStep) a atacar no pelotão e Peter Sagan a passar mal na parte de trás.

Hirschi seguiu na frente após a contagem de segunda categoria, com Soler e Schachmann a apenas 30s e um grupo maior com os restantes atacantes já a 50s. O pelotão não mostrou interesse em alcançar de novo a fuga, com Peter Sagan a ter conseguido reentrar pouco depois. Alaphilippe foi atacando por diversas vezes e acabou por conseguiu fazer alcançar o duo que seguia intermédio, a cerca de 10km do final.

Hirschi não mais foi alcançado, levantando os braços ao cruzar a linha de meta em Sarran, festejando assim a sua primeira vitória no World Tour! Pierre Rolland havia atacado já nos últimos 3km, e finalizou em segundo, com Kragh Andersen a vencer a discussão pelo terceiro posto na etapa. O pelotão cruzou a meta a 2:30, comandado por Peter Sagan, que depois de tanto trabalho da sua equipa apenas conseguiu recuperar 1 ponto para Sam Bennett no dia de hoje.

Nelson Oliveira foi 104º a 13:38, e segue agora em 61º na geral a 1:18:43 de Primoz Roglic, que segue na liderança deste Tour de France. Sam Bennett, Benoit Cosnefroy (AG2R La Mondiale) e Egan Bernal (INEOS Grenadiers) mantêm-se na liderança dos pontos, montanha e juventude, respetivamente. Marc Hirschi foi também o combativo do dia.

No passatempo, vitória de etapa para Miguel Araújo, com Daniel Meneses a manter-se na liderança da geral.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Releated

Jakobsen volta a vencer na consagração de Simmons na conquista da Wallonie!

Fabio Jakobsen (Deceuninck-QuickStep) garantiu a sua segunda vitória da semana no último dia do Tour de Wallonie, que terminou num sprint em Quaregnon. O holandês sprintou para a vitória à frente de Matteo Fabbro (Bora-Hansgrohe) e Milan Menten (Bingoal Pauwels Sauces WB). Quinn Simmons (Trek-Segafredo) terminou no pelotão e venceu a classificação geral na corrida […]

Please turn AdBlock off  | Por favor desative o AdBlock