A Rainha dos sprints volta a vencer a Scheldeprijs Vrouwen Elite!

A neerlandesa Lorena Wiebes (Team DSM) venceu a Scheldeprijs Vroumen Elite, uma clássica de 138.1km com partida e chegada em Schoten, batendo ao sprint as italianas Chiara Consonni (Valcar – Travel & Service) e Rachele Barbieri (Liv Racing XSTRA)!

A Scheldeprijs Vroumen Elite começou com um ritmo bastante baixo. Só a 100km do fim, é que começaram as primeiras tentativas de ataque com Abi Smith (EF Education – TIBCO – SVB), Megan Armitage (IBCT) e Simone Boilard (ST Michel – Auber 93) a formarem a fuga do dia. 5km depois, a vantagem das três da frente era de 1:00 sobre o pelotão.

A 77km do fim, a vantagem da fuga do dia era de 1:45 sobre o pelotão, que era controlado pela Team DSM. 27km depois, após as primeiras passagens em setores de pavê, a vantagem das três da frente era de apenas 30s. A 40km do fim, a vantagem da fuga do dia era superior a 30s, mas a Team DSM decidiu aumentar o ritmo no pelotão.

A 32km do fim, o trio da frente conseguiu aumentar a sua vantagem para 45s sobre o pelotão. Logo a seguir, Marie-Morgane Le Deunff (Arkéa Pro Cycling Team) saiu do pelotão e perseguia a frente da corrida. A 28km do fim, a francesa foi alcançada pelo pelotão que estava a 45s do trio da frente que estava a conseguir aguentar o forte ritmo do pelotão.

A 9km da meta, o trio da frente tinha 20s sobre o pelotão. 1km depois, Smith atacou e ficou isolada na frente da corrida. A 6km da meta, a britânica tinha apenas 10s de vantagem sobre o pelotão. 1km depois, Smith foi alcançada pelo pelotão. A 3km da meta, uma queda aconteceu no meio do pelotão mas as principais favoritas não foram afetadas pela queda.

Nos metros finais, a portuguesa Tata Martins (Le Col Wahoo) estava na frente do pelotão a tentar colocar a sua sprinter Marjolein Van’t Geloof (Le Col Wahoo) na melhor posição possível. Charlotte Kool (Team DSM) lançou o sprint para Wiebes, que tinha Consonni na sua roda, mas a italiana não teve capacidade de passar Wiebes, que venceu assim pela segunda vez a Scheldeprijs e conquistou a sua quarta vitória da temporada. Barbieri foi terceira, após passar nos últimos 50 metros, a australiana Georgia Baker (Team BikeExchange – Jayco).

A portuguesa Tata Martins foi 27ª a 8s.

Os metros finais

Classificações

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Releated

Please turn AdBlock off  | Por favor desative o AdBlock