Domínio da SD Worx na última jornada do Tour de Suisse! Fisher-Black vence etapa e Reusser geral!

A neozelandesa Niamh Fisher-Black (Team SD Worx) venceu a última etapa do Tour de Suisse Women, uma ligação de 100.8km com partida e chegada em Ebnat-Kappel, batendo ao sprint a polaca Katarzyna Niewiadoma (Canyon // SRAM Racing). A suíça Marlen Reusser (Team SD Worx) foi terceira a 37s.

A última etapa começou com diversas tentativas de ataque com Marta Bastinaelli (UAE Team ADQ), Tiffany Cromwell (Canyon // SRAM Racing), Danielle De Francesco e Anastasiya Kolesava (Arkéa Pro Cycling Team), Julie Van de Velde (Fenix-Deceuninck), Valerie Demay (Liv Racing TeqFind), Eyeru Gebru (Team Grand Est – Komugi – La Fabrique), Tiril Jorgenson (Team Coop-Hitec Products), Rosita Reijnhout (Jumbo – Visma) e Eglantine Rayer (Team DSM) a formarem a fuga do dia. A 86km do fim, Bastianelli perdeu o contacto com a frente da corrida.

A 73km do fim, Natalie Franco (WCC Team) e Noémie Abgrall (Stade Rochelais Charente-Maritime) saltaram do pelotão e tentaram fazer a ponte para o grupo da frente, mas acabaram por ser alcançadas. Cerca de 13km depois, Rayer e Van de Velde ficaram isoladas na frente da corrida. A 57km do fim, na primeira contagem do dia, Van de Velde foi a primeira a passar no topo. 7km depois, Cromwell, Niewiadoma e Fisher-Black saltaram do pelotão e tentavam fazer a ponte para as duas da frente. A 47km do fim, Cromwell deixou de ter capacidade para seguir a polaca e a australiana. 1km depois, as duas perseguidoras juntaram-se às duas da frente.

A 45km do fim, Amanda Spratt (Trek – Segafredo) atacou e a australiana foi seguida por Demi Vollering e Reusser (Team SD Worx), Amber Kraak (Jumbo – Visma), Elise Chabbey (Canyon // SRAM Racing), Claire Steels (Israel – Premier Tech) e Elisa Longo Borghini (Trek – Segafredo). 1km depois, na segunda contagem do dia, Van de Velde foi a primeira a passar no topo. A 36km do fim, o grupo perseguidor foi alcançado pelo pelotão. Logo a seguir, no primeiro sprint intermédio, Niewiadoma foi buscar a bonificação máxima. A 29km do fim, Van de Velde e Rayer perderam o contacto com a frente da corrida que tinha cerca de 2:00 de vantagem sobre o pelotão que era comandado por Demi Vollering.

Katarzyna Niewiadoma não ganhou a etapa, mas a polaca foi quem começou o espetáculo

A 27km do fim, na terceira contagem do dia, Niewiadoma foi a primeira a passar no topo. Poucos metros depois, no pelotão, Reusser atacou a descer e tentava fazer a ponte para a frente da corrida. A cerca de 20km do fim, Reusser alcançou Rayer e Van de Velde. A 18km da meta, no segundo sprint intermédio do dia, Niewiadoma foi buscar a bonificação máxima. As duas da frente tinham cerca de 1:00 de vantagem sobre as perseguidoras e cerca de 2:00 de vantagem sobre o pelotão que era comandado por Spratt.

A 14km da meta, Rayer perdeu o contacto com o grupo perseguidor. 1km depois, Van de Velde deixou de ter capacidade para seguir Reusser. Poucos kms depois, Rayer e Van de Velde foram alcançadas por Vollering, Borghini e Petra Stiasny (Fenix-Deceuninck). A 11km da meta, na última contagem do dia, Niewiadoma foi a primeira a passar no topo.

Reusser venceu pela segunda vez uma prova por etapas no World Tour

Niewiadoma continuou com um forte ritmo na frente da corrida e Fisher-Black nunca colaborou com a polaca por causa de ter Reusser e Vollering atrás de si a tentaram manter o primeiro e segundo lugar na geral. As duas da frente seguiram juntas e, nos metros finais, Niewiadoma lançou o sprint, mas a polaca pagou o enorme trabalho que fez por mais de 40kms e foi passada por Fisher-Black que se estreou assim a vencer no World Tour. Niewiadoma bem tentou surprender as suas adversárias com um ataque a 50km do fim, mas mesmo não tendo subido ao pódio da geral e mesmo que não tenha vencido a etapa, a polaca mostrou que está a subir de forma para o Tour de France Femmes. Reusser fez uma enorme recuperação e cruzou a linha de meta a 37s da sua colega de equipa.

No sprint pelo quarto lugar, Vollering não deu hipótese e completou ainda mais o domínio da Team SD Worx. Eglantine Rayer foi quinta a 1:25. A jovem francesa mostrou o seu enorme potencial ao fazer uma grande etapa e conseguiu subir ao top10 da geral. Stiasny também fez uma grande etapa e a suíça foi 7º a 1:25. Borghini foi 8º a 1:31 e a italiana fez um grande trabalho que lhe fez manter o seu terceiro lugar na geral por apenas 7s. Urska Zigart (Team Jayco-Alula) fez mais uma boa etapa e a eslovena foi 11º a 1:57.

Marlen Reusser é assim a grande vencedora do Tour de Suisse Women, batendo Demi Vollering por 1:02 e Elisa Longo Borghini por 1:17. Reusser também venceu a classificação por pontos. Niamh Fisher-Black foi a melhor jovem e Elise Chabbey venceu a classificação da montanha. A Team SD Worx foi a melhor equipa.

Pódio Final

Pódio Final com Demi Vollering – Marlen Reusser – Elisa Longo Borghini

Classificações

Results powered by FirstCycling.com

Fotos: Getty Images

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Releated

Please turn AdBlock off  | Por favor desative o AdBlock