Thibau Nys bate Marc Hirschi e quebra a festa suíça no GP Kanton Aargau!

O belga Thibau Nys (Trek – Segafredo) venceu o GP Kanton Aargau, uma clássica de 173.8km com partida e chegada em Leuggern, batendo ao sprint o suíço Marc Hirschi (UAE Team Emirates) e o espanhol Pello Bilbao (Bahrain Victorious).

O GP Kanton Aargau começou com diversas tentativas de ataque mas nenhuma delas teve sucesso. A 164km do fim, Corey Davis (Q36.5 Pro Cycling Team), Jakob Schmidt (P&S Benotti), Emanuel Zangerle (Team Felbermayr – Simplon Wels), Joshua Huppertz (Team Lotto – Kern Haus), Jon Knolle (Team Vorarlberg) e Loris Rouiller e Christoph Janssen (Switzerland National Team) atacaram e formaram a fuga do dia. 9km depois, Matteo Amella (Team Corratec – Selle Italia) e Edoardo Martinelli (Mg.K Vis – Colors for Peace) saltaram do pelotão e tentavam fazer a ponte para a frente da corrida.

A 100km do fim, o grupo da frente tinha 2:20 sobre os dois perseguidores e 5:10 sobre o pelotão que era comandado pela UAE Team Emirates e pela Intermarché-Circus-Wanty. 8km depois, Roullier e Huppertz perderam o contacto com a frente da corrida. Martinelli não tinha capacidade para seguir Amella, que alcançou Huppertz, e foi alcançado pelo pelotão. A 78km do fim, Roullier, Huppertz e Amella foram alcançados pelo pelotão. 2km depois, Knolle deixou de ter capacidade para seguir os seus companheiros de fuga e acabou por ser alcançado pelo pelotão.

Rui Costa no GP Kanton Aargau (photo Heinz Zwicky/SprintCyclingAgency©2023)

Poucos kms depois, Davis e Schmidt perderam o contacto com o grupo da frente. A 40km do fim, Zangerle atacou e ficou isolado na frente da corrida. 3km depois, o austríaco foi alcançado pelo pelotão. Logo a seguir, Finn Fisher-Black (UAE Team Emirates) atacou e ficou isolada na frente da corrida. A 30km do fim, o neozelandês tinha cerca de 37s de vantagem sobre o pelotão.

12km depois, Fisher-Black foi alcançado pelo pelotão que estava a perder unidades. Logo a seguir, Élie Gesbert (Team Arkéa-Samsic) tentou saltar do pelotão mas o francês não teve sucesso. A 8.5km da meta, os ataques no pelotão começaram mas nenhum deles teve sucesso. Cerca de 2km depois, um grupo de oito ciclistas ganhou um pequeno espaço, mas esse grupo foi rapidamente alcançado.

Nos últimos kms, a Bora – Hansgrohe e a Trek – Segafredo lutavam pela frente do pelotão. Nos metros finais, Filippo Baroncini (Trek – Segafredo) comandava o grupo e lançava o sprint para Nys. O belga lançou o sprint final e acabou por não dar hipótese, conquistando assim a sua segunda vitória da temporada. Hirschi não teve capacidade para ser mais forte que o belga e o suíço teve de se contentar com o 2º lugar. Bilbao foi mais forte que Marco Haller (Bora – Hansgrohe) e Alexander Kamp (Tudor Pro Cycling Team) para ser 3º. Baroncini ainda conseguiu ser 6º depois do grande lançamento que fez.

Rui Costa (Intermarché-Circus-Wanty) foi 72º a 8:08. Rui Oliveira (UAE Team Emirates) abandonou a prova.

Pódio Final

Pódio Final com Marc Hirschi – Thibau Nys – Pello Bilbao (photo Sabine Zwicky/SprintCyclingAgency©2023)

Classificações

Results powered by FirstCycling.com

Foto de capa: Trek – Segafredo

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Releated

Please turn AdBlock off  | Por favor desative o AdBlock