Lotte Kopecky vence pela 2ª vez a Ronde van Vlaanderen em nova dobradinha da SD Worx!

A belga Lotte Kopecky (Team SD Worx) venceu a Ronde van Vlaanderen Women’s, o Tour of Flandres, uma clássica de 156.5km com partida e chegada em Oudenaarde, após protagonizar um grande ataque a 18km da meta. A neerlandesa Demi Vollering (Team SD Worx) foi a mais forte ao sprint do grupo perseguidor e foi segunda a 36s. A italiana Elisa Longo Borghini (Trek – Segafredo) completou o pódio.

A Ronde van Vlaanderen começou com diversas tentativas de ataque mas nenhuma delas teve sucesso. A 92km do fim, Ally Wollaston (AG Insurance – Soudal Quick-Step) atacou e ficou isolada na frente da corrida. 23km depois, a vantagem de Wollaston sobre o pelotão era de 25s. A 63km do fim, Elise Chabbey (Canyon // SRAM Racing) e Elinor Barker (Uno-X Pro Cycling Team) saltaram do pelotão e juntaram-se a Wollaston na frente da corrida.

A 50km do fim, Annemiek Van Vleuten (Movistar Team) cometeu um erro e sofreu uma queda numa fase importante da corrida. A Campeã do Mundo tinha muita para recuperar e tentava reentrar no pelotão. As três da frente acabaram por ser alcançados pelo pelotão. A 46km do fim, numa subida em paralelo, Liane Lippert (Movistar Team) foi obrigada a pôr um pé no chão e a alemã acabou por bloquear o pelotão. Marlen Reusser (Team SD Worx) e Silvia Persico (UAE Team ADQ) foram as únicas que não ficaram bloqueadas e ficaram isoladas na frente da corrida. Lotte Kopecky e Lorena Wiebes (Team SD Worx) voltaram rapidamente à bicicleta e juntaram-se a Reusser e Persico na frente da corrida.

Demi Vollering foi a mais forte no sprint pelo segundo lugar (Foto: Getty Images)

A 38km do fim, Wiebes perdeu o contacto com o grupo da frente e foi alcançada por um grupo que era composto por Shirin Van Anrooij, Elisa Longo Borghini e Lucinda Brand (Trek – Segafredo), Arlenis Sierra (Movistar Team), Juliette Labous (Team DSM), Kasia Niewiadoma e Chabbey (Canyon // SRAM Racing), Anna Henderson (Jumbo – Visma) e Demi Vollering. 9km depois, Chabbey, Brand e Sierra perderam o contacto com o grupo perseguidor. Reusser já não tinha capacidade para seguir Kopecky e Persico e a suíça foi alcançado pelo grupo perseguidor.

A 25km da meta, as duas da frente tinham cerca de 20s de vantagem sobre o grupo perseguidor. 7km depois, Kopecky atacou e Persico não conseguiu seguir o ataque da belga. Borghini estava com dificuldades em seguir o ritmo do perseguidor mas a falta de cooperação no grupo perseguidor fez com que a italiana se mantesse no grupo. A 16km da meta, Kopecky tinha 30s de vantagem sobre Persico e 55s de vantagem sobre o grupo perseguidor. 2km depois, Van Anrooij atacou e alcançou Persico. Logo a seguir, Vollering e Niewiadoma também conseguiram fazer a ponte para Persico.

Poucos kms depois, a falta de cooperação no grupo perseguidor fez com que Reusser, Borghini e Labous reentrassem. Kopecky continuou com o seu ritmo e a belga conquistou assim a sua terceira vitória da temporada. No grupo perseguidor, Vollering foi a mais forte ao sprint e completou assim mais uma dobradinha da SD Worx. Borghini foi mais forte que Persico, nos últimos metros, e foi terceira. Destaca-se a excelente estreia de Shirin Van Anrooij na Ronde van Vlaanderen que foi 8º a 44s.

Pódio Final

Pódio Final com Demi Vollering – Lotte Kopecky – Elisa Longo Borghini (da esquerda para a direita) – photo Rafa Gomez/SprintCyclingAgency©2023

Classificações

Results powered by FirstCycling.com

Foto de capa: Getty Images

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Releated

Please turn AdBlock off  | Por favor desative o AdBlock