Jay Vine conquista o Pico Jano! Remco Evenepoel é o novo camisola vermelha!

O australiano Jay Vine (Alpecin-Deceuninck) venceu a sexta etapa da La Vuelta a España, uma ligação de 181.2km entre Bilbao e Pico Jano. San Miguel de Aguayo, após sair do pelotão a 10km da meta. O belga Remco Evenepoel (Quick-Step Alpha Vinyl Team) foi segundo a 15s e o espanhol Enric Mas (Movistar Team) terceiro a 16s.

A sexta etapa começou com Mikel Iturria (Euskaltel – Euskadi) a sair do pelotão e a ficar isolado na frente da corrida. A 177km do fim, Iturria foi alcançado pelo pelotão. 6km depois, Nelson Oliveira (Movistar Team), Mark Padun (EF Education-EasyPost), Fausto Masnada (Quick-Step Alpha Vinyl Team), Rubén Fernandez (Cofidis), Jan Bakelants (Intermaché – Wanty – Gobert), Marco Brenner (Team DSM), Xandro Meurisse (Alpecin-Deceuninck), Dario Cataldo (Trek – Segafredo), Kaden Groves (Team BikeExchange – Jayco) e Xabier Azparren (Euskaltel-Euskadi) saíram do pelotão e formaram a fuga do dia.

A 145km do fim, a fuga do dia tinha 4:08 de vantagem sobre o pelotão que era comandado pela Groupama – FDJ. 47km depois, na primeira contagem do dia, Fernandez foi o primeiro a passar no alto. A 74km do fim, Juan Ayuso (UAE Team Emirates) e Evenepoel tiveram um problema mecânico. 6km depois, os dois conseguirem reentrar no pelotão.

A 48km do fim, a Ineos Grenadiers aumentou o ritmo do pelotão. 3km depois, Cataldo caiu na descida. A 44km do fim, no pelotão, uma queda aconteceu na qual ficaram envolvidos Ivo Oliveira (UAE Team Emirates), Rémy Rochas (Cofidis), Gregor Muhlberger (Movistar Team) e Carl Fredrik Hagen (Israel – Premier Tech). Hagen ficou muito maltrado. A queda provocou um corte no pelotão e a equipa da Ineos, Julian Alaphilippe e Evenepoel (Quick-Step Alpha Vinyl Team), Primoz Roglic (Jumbo – Visma), Simon Yates (Team BikeExchange – Jayco) e Ayuso estavam no primeiro pelotão.

A 39km do fim, o segundo pelotão juntou-se ao primeiro. Na frente da corrida, Padun atacou e ficou isolado na frente da corrida. Uns metros depois, Masnada largou Bakelants e Brenner e tentava chegar a Padun. 1.5km depois, Fernandez vinha ao seu ritmo e o espanhol chegou a Masnada e passou direto pelo italiano. O camisola vermelha Rudy Molard (Groupama – FDJ) perdeu o contacto com o pelotão. A 34km do fim, a Bahrain Victorious aumentou o ritmo no pelotão.

A 33km do fim, na segunda contagem do dia, Padun foi o primeiro a passar no alto. O ucraniano tinha 1:00 de vantagem sobre Fernandez, 2:00 sobre o pelotão e 2:40 sobre Molard. Estava a chover imenso na descida e a 26km do fim, Padun tinha 25s de vantagem sobre Fernandez e Masnada, 55s sobre o pelotão e 1:32 sobre o grupo de Molard. O portulguês Nelson Oliveira foi alcançado pelo pelotão. 7km depois, no sprint intermédio, Padun foi buscar a pontuação máxima.

Mark Padun foi o combativo do dia

A 14km da meta, Molard reentrou no pelotão. Padun tinha 54s de vantagem sobre o pelotão que era comandado por Alaphilippe. 4km depois, Padun tinha 1:10 de vantagem sobre o pelotão. João Almeida (UAE Team Emirates) estava bem colocado no pelotão. Logo a seguir, Davide Villella (Cofidis), Elie Gesbert (Team Arkéa – Samsic) e Jay Vine (Alpecin-Deceuninck) saíram do pelotão e tentavam chegar a Padun. A 9km da meta, Yates atacou mas Ben O’Connor (AG2R Citroen Team) e Tao Geoghegan Hart (Ineos Grenadiers) fecharam o espaço e o pelotão estava muito reduzido. Almeida estava ao seu ritmo com Jan Polanc (UAE Team Emirates) atrás do pelotão. Mikel Landa (Bahrain Victorious) perdeu o contacto com o pelotão.

A 8.5km da meta, Evenepoel atacou e Roglic não deixou o belga ganhar um espaço importante. Gesbert e Villela foram alcançados pelo pelotão. Carapaz também perdeu o contacto com o pelotão. Evenepoel continuou com o ritmo elevado e a 7.5km da meta, Enric Mas era o único que conseguia seguir o ritmo do belga. 500 metros depois, Padun tinha 10s de vantagem sobre Vine e 27s sobre Evenepoel e Mas. A 6.5km da meta, Vine passou direto por Padun. Ayuso chegou a Roglic, Yates e Pavel Sivakov (Ineos Grenadiers) e o espanhol atacou e tentava chegar à frente da corrida.

A 4km da meta, Jai Hindley, Wilco Kelderman e Sergio Higuita (Bora – Hansgrohe), Gino Mader (Bahrain Victorious) e Geoghegan Hart chegaram ao grupo de Roglic. A 3km da meta, Vine tinha 22s de vantagem sobre Evenepoel e Mas, 40s sobre Ayuso e 1:00 sobre o grupo de Roglic. 1km depois, Almeida, Carlos Rodriguez (Ineos Grenadiers) e Thymen Arensman (Team DSM) chegaram ao grupo de Roglic.

Vine aguentou o forte ritmo de Evenepoel para vencer pela primeira vez numa grande volta. Evenepoel bateu ao sprint Mas e foi segundo. Ayuso foi quarto a 55s. Roglic foi quinto a 1:37 e o esloveno chegou num grupo de 11 ciclistas onde estava João Almeida. Miguel Angel Lopez (Astana Qazaqstan Team) chegou em 16º a 1:50. Os maiores derrotados do dia foram Richard Carapaz e Mikel Landa. Carapaz foi 25º a 2:59 e Landa 39º a 6:07.

João Almeida foi 11º a 1:37 e na geral o português é 10º a 1:54 de Evenepoel. Nelson Oliveira foi 42º a 6:32 e é 38º na geral a 8:37. Ivo Oliveira foi 169º a 36:18 e na geral é 168º a 1:04:06.

Evenepoel é o novo líder da classificação geral e da juventude. Victor Langellotti (Burgos-BH) manteve a liderança da classificação da montanha e Sam Bennett (Bora – Hansgrohe) manteve a liderança da classificação por pontos.

Classificações

Results powered by FirstCycling.com

Classificações do Passatempo

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Releated

Please turn AdBlock off  | Por favor desative o AdBlock