1-2-3! Show das abelhas assassinas na abertura do Paris-Nice!

O francês Christophe Laporte, da Jumbo-Visma, venceu a 1ª etapa do Paris-Nice, após um show demolidor da formação neerlandesa nos km finais da jornada! Junto de Laporte, chegaram também Primoz Roglic e Wout Van Aert, que deixaram as honras da vitória para o novo companheiro de equipa, com o trio da Jumbo-Visma a fechar com 22 segundos de vantagem sobre o pelotão, onde seguia João Almeida!

A etapa de abertura do Paris-Nice 2022 apresentava uma ligação de 159.8 km, com partida e chegada em Mantes-la-Ville, num dia onde as colinas finais deixavam antever um dia difícil para os sprinters do pelotão.

Perfil da etapa 1 do Paris-Nice

Com o pelotão ciente que a corrida seria decidida perto do final, a fuga do dia acabou por ter apenas dois integrantes: Matthew Holmes (Lotto Soudal) e Aimé De Gendt (Intermarché-Wanty-Gobert). A vantagem desta dupla nunca foi muito significativa e, com 100 km para o final, o pelotão começou a trabalhar e a diferença entre os grupos baixou drasticamente. Havia perigo de ventos cruzados na segunda metade da jornada, pelo que os alarmes iam soando entre as principais equipas do pelotão.

A 73 km do final, a fuga foi eliminada, com o grupo principal em claro estado de tensão, com muitos ciclistas na luta pela melhor posição, de modo a não serem surpreendidos pelo vento. No entanto, não seria esse o fator que viria a decidir a corrida.

Após a penúltima subida do dia, já dentro dos 30 km finais, a Jumbo-Visma tomou conta das operações, através de Rohan Dennis e Mike Teunissen, aumentando o ritmo de forma significativa! O pelotão esticou e a formação holandesa entrava na pole position na subida final! Aí, foi a vez de Christophe Laporte, contratação dos neerlandeses para 2022, assumir a corrida para a Jumbo-Visma, levando consigo apenas Primoz Roglic e Wout Van Aert! O martelo desceu e ninguém conseguiu responder à fúria das abelhas assassinas!

O trio trabalhou bem entre si, enquanto no pelotão não havia força nem organização para responder ao ataque surpreendente da Jumbo!

Na reta final, Roglic cedeu a passagem a Laporte, em jeito de reconhecimento pelo trabalho do francês em prol dos seus líderes! O gaulês levantou os braços, tal como os seus dois companheiros atrás de si, na comemoração de um grande dia para o conjunto dos Países Baixos!

No quarto posto, a 19 segundos da frente, fechou Pierre Latour, da TotalEnergies, que conseguiu ainda atacar o grupo principal antes do final. Três segundos depois chegou o pelotão, encabeçado pelo antigo campeão do mundo, Mads Pedersen. João Almeida chegou integrado no grupo, fechando no 40º posto.

Na geral, o líder é então Laporte, com 4 segundos de avanço sobre Roglic e 6 sobre WVA. Almeida é 40º, a 32 segundos.

Amanhã disputa-se a etapa 2 do Paris-Nice, com uma jornada de 159.2 km, entre Auffargis e Orléans, num dia praticamente plano, onde os sprinters devem estar no centro das atenções!

Classificações

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Releated

Please turn AdBlock off  | Por favor desative o AdBlock