83ª Volta a Portugal – Zona Mista da etapa 6 com Frederico Figueiredo!

O Ciclismo Mundial esteve hoje na chegada à Maia na etapa 6 da Volta a Portugal e aproveitamos os momentos finais da jornada para conversar com Frederico Figueiredo (Glassdrive – Q8 – Anicolor), o camisola amarela da corrida.

Ciclismo Mundial (CM): Depois de vencer um final em alto e chegares à liderança, qual a sensação de passar na tua terra com a amarela vestida?

Frederico Figueiredo (FF): É uma sensação única. Passar na minha terra de amarelo é um marco importante e queria agradecer-lhes a eles pela festa que fizeram aquando da minha passagem!

CM: Sobre a etapa de hoje, o António fez terceiro no final… Quais eram os objetivos e como sentiu a equipa que a etapa correu?

FF: Os objetivos eram tentar que o Fábio Costa fizesse uma boa chegada ao sprint. Ele tem vindo a trabalhar muito na frente do pelotão e quisemos retribuir-lhe isso. Acabou o António Carvalho por fazer terceiro, também é importante para nós e mostramos que estamos sempre na luta.

CM: Para amanhã, o final em Braga será complicado com a subida ao Sameiro e a descida até à meta. O que podemos esperar da Glassdrive?

FF: Vamos ver porque estes dias têm sido muito rápidos desde início, sendo difícil para se formarem as fugas… A subida ao Sameiro é sempre uma subida que faz uma seleção, mas como a etapa não é tão dura não sei até que ponto fará uma seleção tão grande, depende sempre do ritmo que se levar, mas isso é uma coisa para pensar amanhã. Agora é descansar e amanhã logo pensamos na abordagem à etapa do Sameiro.

Obrigado ao Frederico pela disponibilidade para a entrevista!

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Releated

Please turn AdBlock off  | Por favor desative o AdBlock