Uma última oportunidade antes da alta montanha!

O britânico Geraint Thomas (Ineos Grenadiers) conquistou ontem de forma surpreendente a quinta etapa do Critérium du Dauphiné, com um ataque já dentro km numa curva em hairpin que destruiu por completo a estratégia da Bahrain levar o italiano Sonny Colbrelli a nova vitória. Com o triunfo, o britânico recuperou 10s que havia perdido no contrarrelógio de quarta, e está agora na sexta posição da classificação geral, a apenas 14s do líder, o austríaco Lukas Postlberger (Bora – Hansgrohe).

A sexta etapa deste Critérium du Dauphiné apresenta um perfil com um traçado um pouco diferente das últimas, já que começa com 110km praticamente planos e com muito pouco sobe e desce, ao contrário do que havia acontecido nos últimos dias. por outro lado, os 55km finais serão incrivelmente duros, com quatro contagens de montanha, as duas primeiras de segunda categoria, e as duas últimas de terceira categoria, a última das quais coincidente com a chegada em Le Sappey-En-Chartreuse.

Perfil da sexta etapa do Criterium du Dauphiné

Favoritos

Apesar da dureza das subidas finais, o grande candidato continua a ser o líder da classificação por pontos, o italiano Sonny Colbrelli (Bahrain Victorious), ele que está em grande forma e bem capaz de superar as subidas curtas e íngremes. A Bahrain tem trabalhado bastante bem, apesar de estar reduzida a 6 elementos, e hoje deverá ser mais um dia em que darão a cara na frente do pelotão na luta por mais uma vitória antes da chegada da alta montanha.

As cores espanholas têm hoje também duas fortes cartas para utilizar, e a vitória poderá ser uma forte possibilidade. Alex Aranburu (Astana – Premier Tech) tem estado bastante bem e parece o ciclista mais capaz de se bater com Colbrelli. O final em subida pode ajudá-lo, mas taticamente terá de ser perfeito, já que o italiano está com mais potência. Alejandro Valverde (Movistar) está também em boa forma, e tem procurado fechar entre os 10 melhores nos últimos dias, apesar de parecer que tem vindo a poupar forças, pelo que hoje pode ter a etapa bem marcada para triunfar e conquistar assim mais uma vitória esta temporada.

Numa terceira linha surgem os nomes de Wilco Kelderman (Bora – Hansgrohe), ele que tem uma boa ponta de velocidade e não quererá certamente fechar fora dos primeiros cinco da jornada. O belga Ilan van Wilder (Team DSM) será também um forte candidato, e o facto de vestir a camisola branca pode motivá-lo, apesar da queda sofrida na etapa de ontem que o fez gastar algumas energias mais. Do lado das surpresas, o norte-americano Brandon McNulty (UAE Team Emirates) poderá ser também ele um dos grandes nomes na luta pela etapa, depois de ter sido terceiro no dia da vitória de Colbrelli e ter surpreendido o Ciclismo Mundial.

Para além de ter em Aranburu uma carta bastante forte para o dia, a Astana irá certamente aproveitar para subir com Alexey Lutsenko à liderança da classificação geral, e para isso só precisa de fazer Lukas Postlberger descolar. O austríaco é por norma um ciclista bastante combativo, mas perde para o cazaque em finais deste estilo e mesmo com a motivação da amarela, hoje pode ser o dia de termos um novo líder da classificação geral.

Quem irá triunfar e levar a melhor?

Favoritos Ciclismo Mundial

⭐⭐⭐⭐⭐ Sonny Colbrelli
⭐⭐⭐⭐ Alex Aranburu e Alejandro Valverde
⭐⭐⭐ Wilco Kelderman, Ilan van Wilder e Brandon McNulty
⭐⭐ Tim Wellens, Kasper Asgreen, Geraint Thomas e David Gaudu
⭐ Greg van Avermaet, Alexey Lutsenko, Ben O’Connor, Michael Valgren e Ion Izagirre
Outsiders: Lukas Postlberger e Aurelien Paret-Peintre

Portugueses Presentes

Ivo Oliveira (UAE Team Emirates) era o único representante português em prova, mas foi forçado a abandonar no dia de ontem.

Transmissão em Direto

Podes acompanhar a etapa em direto na Eurosport 2, a partir das 13h20 de Portugal Continental.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Releated

Please turn AdBlock off  | Por favor desative o AdBlock