Uma clássica à moda Italiana no Tirreno Adriático!

Este terceiro dia do Tirreno Adriático já será bem mais difícil em comparação com os dois últimos. Uma dia tipicamente de clássica italiana, durinha e com de 3.088 metros de acumulado divididos em 217kms. Atenção para a passagem por 2 vezes (uma delas a menos de 10kms da meta) pela Poggio Murella (3,4 km, 7,5%) – com os primeiros 2,5 km entre 6-7% e uma descida de 500m a 14,8% e um máximo de 21% com cerca de 400m na ultima parte da subida.

Perfil da Etapa 3
Últimos kms da etapa

Na teoria será muito improvável ver os principais sprinters a disputar a etapa. A dureza da mesma vai ser aproveitada pelas equipas com objetivos para a Geral e os homens rápidos vão ter muita dificuldade a ultrapassar os altos e baixos constantes, mas cada vez mais os homens rápidos sabem ultrapassar este tipo de dificuldades e na prática não seria surpresa nenhuma ver um sprinter a aguentar e ir ao sprint com os puncheurs.

Olhando aos participantes há um nome que é logo o grande favorito – Mathieu van der Poel. Um homem que aguenta quase tudo numa etapa como esta e ainda tem uma ponta final fortíssima. Por outro lado Michael Matthews adapta-se a esta etapa como uma luva, e a Sunweb vai fazer de tudo para levar Matthews da melhor para maneira até ao final.

As equipas com interesses na classificação geral terão um papel também importante e deverão pegar na etapa desde cedo, especialmente a Astana e a Ineos que querem proteger ao máximo os interesses de Jakob Fuglsang e Geraint Thomas. A Astana pode ainda lutar pela etapa com Alex Aranburu que é um homem muito rápido e passará facilmente as dificuldades.

Já a EF Pro Cycling deve ser a equipa com mais hipóteses diferentes de vitória. Na teoria seria Simon Clarke o líder para um dia como hoje, mas atenção a Michael Woods se a etapa for disputada entre líderes para a Geral, a Ruben Guerreiro que tem também uma excelente ponta final e num dia normal seria capaz de ultrapassar as dificuldades. Magnus Cort será um dos sprinters capazes de aguentar um dia como hoje.

Dylan Teuns e Ivan Garcia serão os dos homens chaves da Bahrain para o dia de hoje. Por ultimo menção a Rui Costa. Não sabemos as intenções nem do Rui nem da UAE para dias como hoje, já que trazem um corredor como Henao que poderia ser também candidato a um bom lugar na etapa.

⭐⭐⭐⭐⭐ Mathieu van der Poel
⭐⭐⭐⭐ Simon Clarke e Michael Matthews
⭐⭐⭐ Alex Aranburu, Ivan Garcia e Michael Woods
⭐⭐ Andrea Vendrame, Rui Costa, Gianluca Brambilla e Ruben Guerreiro
⭐ Geraint Thomas, Patrick Konrad, Giovanni Visconti, Enrico Gasparotto e Jakob Fuglsang

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Releated

Please turn AdBlock off  | Por favor desative o AdBlock