Um dia para monstros!

A 7ª etapa da Volta a França constitui a jornada mais longa da prova, com um desafio hercúleo de 249.1 km, e que irá ligar Vierzon a Le Creusot. A primeira metade do percurso será maioritariamente plana, com as dificuldades a concentrarem-se na segunda metade, incluindo cinco contagens de montanha, duas de 4ª categoria, duas de 3ª, e uma de 2ª categoria, com o último topo a surgir a 10 km do final.

Perfil da etapa 7 do Tour de France

Favoritos

Este será um dia com diversas possibilidades de desfecho: a fuga pode tirar partido da longa distância e da possível falta de equipas com interesse em controlar a corrida; um ataque certeiro numa das colinas finais pode garantir a vitória; e podemos, claro, ter uma chegada em pelotão, que deverá sempre ser reduzido. De facto, os puros sprinters não deverão ter qualquer hipótese de discutir a vitória, sendo que na luta pela etapa deveremos ter uma mistura entre velocistas que subam bem, classicómanos, e homens da geral.

As hipóteses da fuga acabam por ser mais baixas do que poderiam ser, em função das características da etapa, o que se deve a dois fatores: por um lado, estamos ainda numa fase inicial do Tour, com as equipas bastante frescas para o trabalho de perseguição, e também porque existem equipas e ciclistas que estarão com ideias de atacar a amarela, em particular a Deceuninck Quick-Step e Julian Alaphilippe.

No topo da lista de favoritos para hoje, estão os quatro mosqueteiros que parecem jogar num campeonato à parte dos restantes. Comecemos pelo “patrão” do Tour até ao momento, o Godzilla de Kapellen, Mathieu Van der Poel, ele que se adapta que nem uma luva a esta etapa ao jeito de monumento, e que terá certamente uma grande motivação para triunfar com a amarela vestida, ainda para mais antes da entrada na alta montanha, que irá afastá-lo dos lugares cimeiros da CG! O holandês será um óbvio candidato no cenário de um sprint em pelotão reduzido, mas deverá também ser um dos mais fortes se a corrida for muito atacada nas subidas.

Na discussão com Van der Poel deverão estar os suspeitos do costume: o campeão mundial, Julian Alaphilippe, e ainda o grande rival do Godzilla, o King Kong, Wout Van Aert. Loulou será um perigo no caso da corrida ser muito selecionada, com WVA a ter vantagem se acabar por chegar um grupo relativamente numeroso. Será hoje dia para se escrever mais um capítulo da odisseia de duelos entre estas bestas do ciclismo?

Nesta equação temos de juntar o D’Artagnan do Tour, aquele que se está a revelar novamente como o melhor ciclista do mundo e que será difícil de bater se houver muitos ataques perto do final: o Míudo-Maravilha, Tadej Pogacar.

Refiram-se depois três homens rápidos e versáteis, que estarão atentos à possibilidade de um pelotão reduzido discutir a etapa: Sonny Colbrelli, Michael Matthews, e Peter Sagan, sendo que o eslovaco será aquele que coloca mais dúvidas em termos de capacidade para sobreviver às subidas. Também Alex Aranburu e Magnus Cort serão dois corredores versáteis que poderão estar na luta neste final.

Note-se que, perante este duro desafio, o triunfo deverá ficar para um ciclista de grande qualidade, pelo que homens com perfil de voltista como Primoz Roglic, Alejandro Valverde, Sergio Higuita, Michael Woods, David Gaudu, Jonas Vingegaard, ou Wilco Kelderman poderão tentar tirar partido do campo mais reduzido e atacar a vitória na jornada.

Como referido, este será um dia em que a fuga terá óbvias hipóteses de triunfar, pelo que podemos incluir entre os favoritos nomes como Kasper Asgreen, Matej Mohoric, Omar Fraile, ou Benoît Cosnefroy, além dos já citados Alex Aranburu e Magnus Cort.

Refira-se que Ruben Guerreiro e Rui Costa poderiam ser candidatos a integrar a fuga, mas o homem da EF Education-Nippo está relativamente perto da amarela (31º a 4:47), enquanto o ciclista da UAE-Team Emirates não parece estar nas melhores condições, esperando possivelmente a chegada da segunda e terceira semana para atacar devidamente as fugas.

Favoritos Ciclismo Mundial

⭐⭐⭐⭐⭐ Mathieu van der Poel
⭐⭐⭐⭐ Julian Alaphilippe e Wout Van Aert
⭐⭐⭐ Tadej Pogacar, Sonny Colbrelli, e Michael Matthews
⭐⭐ Peter Sagan, Alex Aranburu, Magnus Cort, e Primoz Roglic
⭐ Alejandro Valverde, Sergio Higuita, Michael Woods, David Gaudu, Jonas Vingegaard, Wilco Kelderman, Kasper Asgreen, Matej Mohoric, Omar Fraile, e Benoît Cosnefroy

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Releated

Please turn AdBlock off  | Por favor desative o AdBlock