Terá Vleuten capacidade para defender o título ainda a recuperar da cirurgia ao pulso esquerdo?

Annemiek van Vleuten era desde 2019 a campeã do Mundo de fundo, numa temporada praticamente imaculada, e num 2020 de grande nível, até ser forçada a desistir do Giro Rosa com um braço partido. A presença da holandesa em Ímola foi logo dada como impossível, mas o certo é que Vleuten veio para terras italianas e vai partir para a prova de hoje com o braço ligado, surpreendendo uma vez mais tudo e todos.

A prova de fundo feminina para estes Mundiais apresenta 143km, percorridos em 5 voltas ao circuito ao redor de Ímola, com 2 subidas explosivas a cada volta, a Mazzolano, com 2.8km a 5.9% de pendente e rampas a chegarem aos 13%, num primeiro km a 9.6%, e a Cima Gallisterna, com 2.7km a 6.4%, e uma zona intermédia com 1.3km a 10.9% e rampas a 14%. Terminada a subida mais dura, as ciclistas terão 12km até à meta, praticamente sempre a descer até entrarem de novo no autódromo de Ímola, que será praticamente plano até se cruzar a linha de chegada.

Perfil da prova de fundo feminina em Ímola.

Olhando à Startlist Completa, consideramos que esta pode ser mais uma oportunidade para Marianne Vos conquistar o quarto título Mundial, ela que tem a explosividade suficiente para passar as subidas, e uma ponta final melhor que as adversárias. A Holanda pode também vencer com Anna van der Breggen, ela que venceu o contrarrelógio na passada quinta, e que vem moralizada também com o título europeu da especialidade e a vitória na geral do Giro Rosa.

A Itália, a equipa a correr em casa, quererá certamente colocar Elisa Longo Borghini na frente e conquistar mais um título a jogar em casa, para tentar dar à sua líder a maior vitória da sua carreira. A Polónia e Dinamarca serão ameaças com Kasia Niewiadoma e Cecilie Uttrup Ludwig, e quererão também discutir a vitória. O Reino Unido tem uma grande hipótese de vencer com Lizzie Deignan, ela que gosta deste tipo de percursos, e pode muito bem aproveitar toda a sua explosividade e ponta final para derrotar as adversárias.

Annemiek van Vleuten nunca é uma ciclista a descartar, mas acreditamos que a lesão se possa fazer sentir, e ela acabe por passar dificuldades na fase decisiva da prova, impossibilitando-a de revalidar o título. Porém, apesar de não esperarmos isso, não será propriamente uma surpresa se ela tiver forças para atacar e uma vez mais bater toda a gente.

Favoritas Ciclismo Mundial

⭐⭐⭐⭐⭐ Marianne Vos
⭐⭐⭐⭐ Anna van der Breggen e Elisa Longo Borghini
⭐⭐⭐ Lizzie Deignan, Kasia Niewiadoma e Cecilie Uttrup Ludwig
⭐⭐ Mavi Garcia, Liane Lippert, Ashleigh Moolman – Pasio e Mikayla Harvey
⭐ Annemiek van Vleuten, Soraya Paladin, Lauren Stephens, Katrine Aalerud e Lucy Kennedy

Podes acompanhar a prova em direto na Eurosport 1!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Releated

Please turn AdBlock off  | Por favor desative o AdBlock