Sega di Ala promete mais um dia de espetáculo no Giro!

A etapa 17 do Giro d’Italia apresenta mais um jornada montanhosa, que irá consistir numa ligação de 193 km, entre Canazei e Sega di Ala. A primeira metade da jornada será relativamente simples, maioritariamente em descida, apesar de existir uma contagem de 3ª categoria. Depois de uma fase intermédia em plana, os ciclistas enfrentam as dificuldades da metade complementar: uma ascensão de 1ª categoria para Passo San Valentino (15.1 km a 7.6%, com zonas a 14%) e o final em alto em Sega di Ala, uma subida de 1ª categoria com 11.3 km a 9.7% e pendentes máximas de 17%!

Esta será uma jornada onde a fuga pode muito bem voltar a triunfar, sendo que é difícil de imaginar a Ineos ou mesmo outra equipa da geral a controlar uma movimentação forte durante todo o dia. Assim, iremos apontar para a vitória da fuga como o cenário mais provável para o desfecho da tirada.

Como principal favorito refira-se um homem que se tem revelado como um dos melhores trepadores a partir da fuga, tendo ainda aguentado perto dos melhores na subida ao Passo Giau, já depois da fuga ser alcançada (à imagem de João Almeida): o espanhol da Movistar, Antonio Pedrero.

Outro dos grandes candidatos será o “Tubarão do Estreito”, Vincenzo Nibali, ele que venceu em Sega di Ala em 2013, e que estará certamente de olhos postos nesta etapa.

Quem também quererá lutar pela jornada será a Jumbo-Visma, nomeadamente através do campeão neozelandês George Bennett, sendo que terão também em Koen Bowman uma aposta fiável para tentar triunfar a partir da fuga.

Diga-se que também a Trek-Segafredo apresenta diversas cartas para jogar numa fuga, em particular Gianluca Brambilla e Bauke Mollema, assim como a Movistar, através de Einer Rubio e de Eduardo Sepúlveda. Refiram-se ainda os nomes de Jan Hirt, Lorenzo Fortunato, ou ainda Dan Martin, que será, no 12º posto, o primeiro da tabela da geral a ter liberdade para integrar uma fuga, sendo que o irlandês será também um favorito para uma chegada em pelotão.

Para o caso de serem os homens da geral a discutir a etapa, o favorito nº 1 será, claro, o camisola rosa, Egan Bernal, sendo que entre os melhores deverão estar Damiano Caruso, Simon Yates, Aleksandr Vlasov e, obviamente, o Canibal das Caldas, João Almeida!

Diga-se que, no caso do português, agora que entrou no top 10 da competição, a sua liberdade para integrar a fuga terá sido totalmente eliminada, pelo que as hipóteses do luso triunfar são mais escassas. Também no caso de uma luta em pelotão, as possibilidades serão limitadas, em particular face a Bernal, no entanto, o facto de estar a 10 minutos do colombiano dar-lhe-á folga para um ataque.

Favoritos Ciclismo Mundial:

⭐⭐⭐⭐⭐ Antonio Pedrero

⭐⭐⭐⭐ Vincenzo Nibali e George Bennett

⭐⭐⭐ Koen Bouwman, Gianluca Brambilla, e Bauke Mollema

⭐⭐ Einer Rubio, Eduardo Sepulveda, Jan Hirt, Lorenzo Fortunato, e Dan Martin

⭐ Egan Bernal, Damiano Caruso, Simon Yates, Aleksandr Vlasov, e João Almeida

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Releated

Please turn AdBlock off  | Por favor desative o AdBlock