Quem será capaz de agarrar a “Velha Senhora”?

Disputa-se hoje a 108ª edição da Liège-Bastogne-Liège, a clássica mais importante das Ardenas. A Velha Senhora é o quarto monumento da temporada, e de certeza que nos trará um grande espetáculo, tanto na prova masculina como na feminina.

Em 2021, a vitória acabou por sorrir a Tadej Pogacar (UAE Team Emirates), do lado masculino, e a Demi Vollering (Team SD Worx), do lado feminino. Em 2022, Pogacar disse um dia antes da Liège que não ia participar na prova devido acontecimento familiar. Será que iremos ter um novo vencedor ou um ex-vencedor na prova masculina. Na prova feminina, Vollering é a líder da SD Worx. Será que a neerlandesa, irá conseguir revalidar o título ou teremos uma nova ou ex-vencedora?

Percursos

A Liège-Bastogne-Liège para o pelotão masculino apresenta um percurso de 257km com o espetáculo a começar na segunda metade da prova. A corrida saíra de Liège e não demorará muito tempo até se formar a fuga do dia mas desde da parte inicial, a prova será muito difícil devido a ser sempre aos altos e baixos. Mas as principais equipas como a Jumbo – Visma, a Quick-Step Alpha Vinyl Team e a Bahrain Victorious deverão controlar a vantagem da fuga e o ritmo do pelotão para depois conseguirem disputar a prova com os seus líderes.

A prova contará com 10 muros. O primeiro surge no km 76.5, o Cotê de La Roche-en-Ardenne, com 2.7km a 5.7%, enquanto que o último surge no km 244, o Cotê de La Roche-aux-Faucons, com 1.3km a 10.5% e será um momento decisivo para os principais candidatos. Mas a corrida já deverá estar partida antes devido à segunda metade da prova ser ainda mais acidentada com 7 muros por percorrer antes de se chegar ao último.

Perfil da prova masculina

Do lado feminino, a prova terá 141.5km com partida em Bastogne e chegada em Liège e contará com 7 muros. O primeiro surge no km 55, o Cotê de Mont-le-Soie com 3.2km a 5.2%, enquanto que o último surge no km 128.5, o Cotê de La Roche-aux-Faucons, que tal como na prova masculina também será um momento decisivo para as principais candidatas. Mas a corrida já deverá estar partida antes devido à corrida ser em constante sobe e desce onde a Team SD Worx deverá estar no centro das atenções ao impor um ritmo elevado.

Perfil da prova feminina

Favoritos

No lado masculino, a Jumbo – Visma apresenta uma excelente equipa à volta do seu líder Wout Van Aert (Jumbo – Visma). Van Aert já venceu por três vezes esta temporada a após ter feito pódio no Paris-Roubaix, o belga está motivado e pretende conquistar outro monumento para o seu palmarés. Para isso, Van Aert terá uma grande equipa ao seu lado, da qual se destacam Tiesj Benoot, Jonas Vingegaard e Sepp Kuss.

Julian Alaphilippe (Quiclk-Step Alpha Vinyl Team) e Dylan Teuns (Bahrain Victorious) são os maiores adversários de Van Aert. Alaphilippe só tem apenas uma vitória esta temporada apesar de se apresentar em boa forma mas o campeão do Mundo pretende vencer pela primeira vez a Liège. Teuns está em grande forma esta temporada e após a vitória na La Fleche Wallone, o belga pretende conseguir outro excelente resultado na Liège.

Outros nomes que se não podemos descartar são os de Alejandro Valverde (Movistar Team), Daniel Martinez (Ineos Grenadiers) e Marc Hirschi (UAE Team Emirates). Valverde apresenta-se em grande forma esta temporada onde já conta com três vitórias e após ter sido segundo na Fleche Wallone, o espanhol pretende conseguir outro pódio ou até uma vitória na Liège. Martinez também está em grande forma esta temporada e já com duas vitórias e o colombiano é uma ciclista que não tem medo de mexer e que tentará de tudo para conseguir pelo menos um pódio. Hirschi tem uma vitória esta temporada e com um pódio na Liège, o suíço pretende melhorar esse segundo lugar para uma vitória.

Aleksandr Vlasov (Bora – Hansgrohe), Michael Woods (Israel – Premier Tech), Matej Mohoric (Bahrain Victorious) e Benoit Cosnefroy (AG2R Citroen Team) são nomes que não podemos esquecer. Vlasov é um ciclista com capacidade de mexer na corrida e que está motivado para conseguir mais bons resultados após ter sido terceiro na Fleche Wallone. Woods também é um ciclista com capacidade de mexer na corrida e que as suas características encaixam perfeitamente no perfil da Liège. Mohoric será um ciclista importante na tática utilizada pela Bahrain e que poderá estar nos centro das atenções ao mexer na corrida numa descida. Cosnefroy apresenta em boa forma esta temporada e é um ciclista com capacidade de se apresentar entre os melhores e com um boa ponta final.

Tiesj Benoot (Jumbo – Visma), Romain Bardet (Team DSM), Warren Barguil (Team Arkéa – Samsic), Rúben Guerreiro (EF Education – EashyPost), Alexis Vuillermoz (TotalEnergies) e Tobias Johannessen (Uno-X Pro Cycling Team) são nomes que podem surpreender. Bardet, Barguil, Guerreiro, Vuillermoz e Johannessen são ciclistas com capacidade de se apresentar entre os melhores e de mexer na corrida. Benoot é um ciclista com capacidade de se apresentar entre os melhores mas deve-se apresentar ao serviço de Van Aert.

Favoritos Ciclismo Mundial

⭐⭐⭐⭐⭐ Wout Van Aert
⭐⭐⭐⭐ Julian Alaphilippe e Dylan Teuns
⭐⭐⭐ Alejandro Valverde, Daniel Martinez e Marc Hirschi
⭐⭐ Aleksandr Vlasov, Michael Woods, Matej Mohoric e Benoit Cosnefroy
⭐ Tiesj Benoot, Romain Bardet, Warren Barguil, Rúben Guerreiro, Alexis Vuillermoz e Tobias Johannessen

Favoritas

No lado feminino, a FDJ – Nouvelle Aquitaine – Futuroscope é a equipa que mais se destaca com uma equipa à volta da sua líder Marta Cavalli (FDJ – Nouvelle Aquitaine – Futuroscope). Cavalli está em grande forma esta temporada onde já venceu a Amstel Gold Race e a La Flèche Wallone. Será que a italiana conseguirá a tripleta das Ardenas? Para tentar a tripleta, a italiana terá uma grande equipa à sua volta da qual se destacam Grace Brown, Brodie Chapman e Evita Muzic.

Annemiek Van Vleuten (Movistar Team) e Demi Vollering (Team SD Worx). são as maiores adversárias de Cavalli. Vleuten está em grande forma esta temporada onde já conta com três vitórias. A neerlandesa da Movistar já venceu uma vez a Liège, mas Vleuten pretende aumentar esse número de vitórias na clássica belga. Vollering também já venceu uma Liège mas apesar dos bons resultados esta temporada, a neerlandesa da SD Worx parece estar um pouco abaixo do seu topo de forma. Mesmo assim, Vollering tem capacidade de lutar pela vitória com um equipa à sua volta que promete sempre mexer na corrida.

Elisa Longo Borghini (Trek – Segafredo), Katarzyna Niewiadoma (Canyon // SRAM Racing) e Liane Lippert (Team DSM) são nomes que não podemos descartar. Borghini apresenta bons resultados esta temporada e após a vitória no Paris-Roubaix, a italiana está motivada e pretende continuar a sua série de bons resultados. Niewiadoma e Lippert são ciclistas com capacidade de mexer na corrida e que estão a fazer uma boa temporada de clássicas. Ambas as ciclistas pretende continuar com esses bons resultados na Liège, onde tentaram lutar por um lugar no pódio ou até pela vitória.

Outros nomes que não podemos esquecer são os de Ashleigh Moolman-Pasio (Team SD Worx), Mavi Garcia (UAE Team ADQ) e Yara Kastelijn (Plantur – Pura). Pasio é uma ciclista com capacidade de mexer na corrida mas a sul-africana deve apresentar-se ao serviço de Vollering. Garcia é uma ciclista muito ofensiva e que está a fazer uma boa temporada de clássicas e a espanhola pretende continuar essa série de bons resultados na Liège. Kastelijn surpreendeu esta temporada ao conseguir bons resultados nas clássicas acidentadas. A neerlandesa tem aqui mais uma oportunidade de conseguir um top10 ou até melhor.

Shirin Van Anrooij (Trek – Segafredo), Elise Chabbey (Canyon // SRAM Racing), Ane Santesteban (Team BikeExchange – Jayco), Arlenis Sierra (Movistar Team), Anouska Koster (Jumbo – Visma), Niamh Fisher-Black (Team SD Worx), Grace Brown (FDJ – Nouvelle Aquitaine – Futuroscope) e Juliette Labous (Team DSM) são nomes que podem surpreender. Van Anrooij, Chabbey, Sierra, Fisher-Black, Brown e Labous são ciclistas com capacidade de se apresentar entre as melhores mas devem apresentar-se ao serviço das suas líderes. Santesteban e Koster são ciclistas que estão em boa forma esta temporada e que tem a capacidade de lutar por um lugar no top15 ou até no top10.

Favoritas Ciclismo Mundial

⭐⭐⭐⭐⭐ Marta Cavalli
⭐⭐⭐⭐ Annemiek Van Vleuten e Demi Vollering
⭐⭐⭐ Elisa Longo Borghini, Katarzyna Niewiadoma e Liane Lippert
⭐⭐ Ashleigh Moolman-Pasio, Mavi Garcia, Yara Kastelijn e Shirin Van Anrooij
⭐ Elise Chabbey, Ane Santesteban, Arlenis Sierra, Anouska Koster, Niamh Fisher-Black, Grace Brown e Juliette Labous

Portugueses em prova

No lado masculino teremos Rúben Guerreiro com o dorsal 171.

No lado feminino nenhuma portuguesa alinhará à partida.

Transmissão em direto

Podes acompanhar a corrida feminina a partir das 10:30 na Eurosport 1. Também podes acompanhar na Eurosport 1, a corrida masculina a partir das 12:30.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Releated

Please turn AdBlock off  | Por favor desative o AdBlock