Os lobos seguram a chave!

Disputa-se hoje a 4ª e última etapa da 6ª edição do Tour de la Provence. No menu constam 163 km entre Avignon e Salon-de-Provence e um perfil bastante suave que culmina num final plano. Pelo caminho, os ciclistas irão encontrar três montanhas de 3ª categoria, a última das quais colocada a 36km da linha de meta. Prevê-se uma chegada ao sprint e, à partida, um dia de consagração para Iván Ramiro Sosa e para a Ineos!

Perfil da 4ª e última etapa do Tour de la Provence 2021

Como referido nas previsões das primeiras duas etapas desta prova, o lote de homens rápidos presente na prova francesa é extenso e de enorme qualidade. Não obstante, dois nomes surgem acima dos restantes em termos de ranking de favoritismo: o vencedor das duas primeiras tiradas, Davide Ballerini (Deceuninck – Quick Step), e o campeão francês, Arnaud Démare.

Não é fácil, nesta altura, apontar para o maior favorito entre os dois a vencer a etapa. Depois da falha de timing no primeiro dia, é possível acreditar que Démare possa redimir-se e superiorizar-se à concorrência. O comboio da Groupama – FDJ deverá ser o mais forte na fase final, mas terá de trabalhar muito para evitar que Davide Ballerini volte a colar-se na roda traseira de Démare. Na forma em que está o ciclista da Deceuninck, dificilmente deixará fugir o hat-trick se o cenário for igual ao do primeiro dia.

Se Démare se encontrasse no topo da sua forma, ele seria o favorito nesta equação, no entanto, é Ballerini quem está claramente em grande nível, pelo que a vantagem de velocidade que o francês normalmente teria esbate-se para esta etapa. Além disso, o final técnico favorece mais a equipa belga e não tanto os grandes motores da formação francesa. Assim, Davide Ballerini pode ser considerado o favorito a vencer a etapa e poder fechar com chave de ouro a sua participação no evento.

A luta pela classificação geral parece ter ficado decidida no dia de ontem e, com 15 segundos de avanço sobre Egan Bernal e 18 sobre Julian Alaphilippe, Iván Ramiro Sosa tem tudo para confirmar o triunfo, bastando-lhe terminar junto dos homens da frente.

Mas se existe alguém que luta até ao último metro de estrada, esse é o atual campeão do mundo de ciclismo de estrada, e a diferença para a frente não é assim tão extensa que retire ideias a Loulou. Não é expectável que Alaphilippe ou outro ciclista efetue alguma movimentação na fácil 3ª categoria que antecede os 36km finais, mas um ataque preciso e incisivo nos técnicos kms finais é bem possível. Acreditamos que o francês terá certamente isto em mente, podendo atacar a etapa e até a geral se se abrir um espaço relevante para o pelotão. Se tal acontecesse, seria certamente a Ineos a assumir a perseguição, mas também a Groupama-FDJ, com a Deceuninck a poder esconder-se atrás do comboio dos franceses, na tentativa de oferecer mais uma vitória a Ballerini, caso Alaphilippe fracasse. A alcateia belga possui a chave do desenlace desta etapa e a tática que encetarem irá também moldar a abordagem das outras equipas no final. Sublinhe-se que uma terceira vitória para Ballerini seria extraordinário, mas uma vitória de Alaphilippe na etapa e na geral seria um momento especial de superação do Wolfpack!

De qualquer forma, o cenário mais provável é o de um sprint massivo. Na luta com os dois grandes favoritos que referimos, deverão estar corredores como Nacer Bouhanni, Matteo Moschetti, Niccolo Bonifazio, Alexander Kristoff, Phil Bauhaus, Clement Venturini, Bryan Coquard, Matthew Walls, Szymon Sajnok, Matteo Trentin, Eduard Grosu, Max Kanter, ou um dos elementos da tripla da Lotto Soudal: Degenkolb/Vermeersch/Oldani. Há ainda Ben Swift, mas este terá de se preocupar com o posicionamento de Sosa no assomo à meta, podendo ter de trabalhar bastante se se der o ataque de Alaphilippe.

Favoritos Ciclismo Mundial:

⭐⭐⭐⭐⭐ Davide Ballerini
⭐⭐⭐⭐ Arnaud Démare e Julian Alaphilippe
⭐⭐⭐ Nacer Bouhanni, Matteo Moschetti, e Niccolo Bonifazio
⭐⭐ Alexander Kristoff, Phil Bauhaus, Clement Venturini, e Bryan Coquard
⭐ Matthew Walls, Szymon Sajnok, Matteo Trentin, Eduard Grosu, e Max Kanter, John Degenkolb, Florian Vermeersch, Stefano Oldani, e Ben Swift

Foto: © James Startt/Agence Zoom

Podes acompanhar a etapa em direto no nosso website no link abaixo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Releated

Please turn AdBlock off  | Por favor desative o AdBlock