O arranque da primeira semana europeia!

Mais um ano, e o Paris-Nice volta a não apresentar-se com um prólogo inicial, como noutros tempos. Agora o habitual é ter um circuito em redor de Paris, onde, geralmente os sprinters podem brilhar. Nesta edição de 2022 a organização oferece uma etapa com um subida curta e bastante íngreme, a 5kms da meta, que poderá criar oportunidades a ataques tardios e um sprint em massa reduzido.

Este ano, Mantes-la-Ville – uma pequena cidade localizada ao longo do Sena imediatamente a oeste de Paris – foi escolhida para o início e fim da etapa de159,8 km, que podem ser divididos em duas partes compostas por um circuito longo e um curto. O primeiro deles tem 142,1 kms. A etapa termina com uma volta completa no circuito de 17,7 kms.

Perfil Etapa
Últimos 6kms da etapa

Favoritos

Os últimos 30 kms quase não têm terreno plano, e das quatro colinas a serem percorridas, as três são bastante íngremes. Isso se aplica também às duas passagens da subida-chave Breuil-Bois-Robert, que é tão difícil que poderá retirar alguns sprinters da etapa.

Equipas como a QuickStep, Alpecin, Bora, BikeExchange e Cofidis deverão querer ter os seus comboios prontos para os seus sprinters irem ao ataque da etapa, com a Quickstep e Bora nunca largarem também as aspirações à geral dos seus líderes.

Wout Van Aert deverá ter carta branca para a etapa de hoje. O belga está em boa forma neste arranque de 2022 (está sempre não é?) e o final acenta-lhe que nem uma luva. Tanto poderá atacar na subida e fazer os últimos quilometros sozinho ou com um grupo restrito entre líder da geral, ou então poderá contar com o comboio de Mike Teunissen e Christophe Laporte para bater o Alpecin e super Jasper Philipsen que é o principal favorito numa chegada ao sprint, que conta com Tobias Bayer e Kristian Sbaragli para o comboio final.

A Bora terá em Sam Bennett as suas esperanças para o dia de hoje. Depois de uma UAE para esquecer, Danny van Poppel será o seu guia para vencer a etapa. Outro grande concorrente para um dia como hoje é Sonny Colbrelli. Muito completo como WVA, poderá fazer frente em ambas as opções de chegada.

O que fará Fabio Jakobsen? Dependerá muito da tatica da QuickStep, mas será certo que o holandês fará tudo para disputar a chegada. A Trek terá as fichas em Mads Pedersen, que nunca seria uma surpresa vencer.

A Intermarché deverá colocar Biniam Girmay na luta pela etapa, mas será muito dificil para vencer. Equipas como a UAE, que trazem corredores para etapas como a de hoje, poderão surprreender com a dulpa Molano/Trentin, mas espera-se uma equipa mais em defesa do seu líder João Almeida que à procura da etapa. O mesmo para a Ineos, com Ethan Hayter.

Favoritos Ciclismo Mundial

⭐⭐⭐⭐⭐ Wout van Aert
⭐⭐⭐⭐ Jasper Philipsen e Sonny Colbrelli
⭐⭐⭐ Fabio Jakobsen, Sam Bennett e Mads Pedersen
⭐⭐ Biniam Girmay, Matteo Trentin, Ethan Hayter e Niccolo Bonifazio
⭐ Dylan Groenewegen, Amaury Capiot, Bryan Coquard, Sebastian Molano, Florian Senechal e Oliver Naesen

Portugueses em Prova

João Almeida (UAE Team Emirates) será o o português em prova, com o dorsal #84.

Transmissão em Direto

A prova contará com transmissão em direto na Eurosport 2 a partir das 2:10 (PT).

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Releated

Please turn AdBlock off  | Por favor desative o AdBlock