Fugir ou perseguir? Eis a questão!

Realiza-se hoje a etapa 19 da La Vuelta a España, com uma jornada de 191.2 km, entre Tapia e Monforte de Lemos. O perfil da tirada será relativamente suava, mas ficará, ainda assim, marcado por três contagens de montanha (uma de 3ª categoria e duas de 2ª) que estarão colocadas na fase inicial da etapa, e por outras curtas subidas não categorizadas espalhadas pelo percurso. No quilómetro final estarão duas curvas apertadas que podem ter bastante impacto numa chegada em pelotão.

Perfil da etapa 19 da La Vuelta

Favoritos

Esta será uma etapa algo particular, apresentando um perfil “invertido” em relação ao que é mais habitual na Vuelta, com início duro e final suave. Note-se que o perfil maioritariamente plano da segunda metade da etapa poderia propiciar um final ao sprint, mas não é óbvio que esse seja o cenário mais provável para o desfecho da tirada. Se a fuga sair no início da jornada, as equipas dos sprinters não poderão perseguir de forma efetiva, sob risco de ver os seus homens rápidos perderem o contacto nas subidas iniciais. Se ninguém perseguir, a Jumbo-Visma irá colocar o seu ritmo de cruzeiro, e a fuga deverá ter margem para triunfar.

Claro que isto significa que haverá uma enorme guerra para integrar a fuga do dia e poderá demorar até haver consentimento por parte do grupo principal. A fuga poderá até apenas formar-se depois de algumas ou todas as subidas iniciais, mas, novamente, nesse cenário muitos sprinters já não estariam certamente no pelotão.

A chave da corrida poderá muito bem estar em formações como a Bike Exchange, de Michael “Bling” Matthews, ou a UAE-Team Emirates, de Matteo Trentin. Se estas decidirem perseguir, poderemos mesmo ter um sprint em massa no final, e elas até poderão mesmo optar por endurecer a corrida no início e eliminar desde logo os homens mais pesados. Se, ao invés, preferirem lançar homens na fuga, dificilmente sobrará força e interesse no pelotão para caçar os escapados.

Assim, vamos apontar para a possibilidade da fuga vencer mais uma vez nesta Vuelta, e como grande favorito, de entre um lote bem alargado de candidatos, vamos apontar para Andreas Kron. O vencedor da etapa será alguém com capacidade para escalar e integrar a fuga na difícil fase inicial, mas também com velocidade para bater qualquer tipo de concorrência no final, pelo que o dinamarquês da Lotto Soudal será um claro candidato.

Refira-se que a estratégia de Bike Exchange e Emirates pode passar por tentar colocar na frente os finalizadores Michael Matthews e Matteo Trentin, sendo que ambos serão óbvios favoritos se estiverem no grupo da frente perto do final. O mesmo se pode dizer da EF-Nippo, com Magus Cort, ele que leva já duas etapas conquistadas nesta Vuelta.

Outros bons candidatos a estarem na frente e vencerem no final são Tom Pidcock, Gianluca Brambilla, Gorka Izagirre, Jesus Herrada, Andrea Bagioli, ou Odd Christian Eiking. Refira-se que poderá também haver luta pela camisola da montanha, com Damiano Caruso a tentar aproximar-se da dupla da DSM, Michael Storer e Romain Bardet, pelo que estes serão nomes a manter debaixo de olho neste dia.

No caso de acabar por haver um sprint em pelotão compacto no final, mediante o perfil e previsível dureza da jornada, os grandes favoritos serão ainda assim os já referidos Cort, Matthews, e Trentin, e ainda Florian Sénéchal ou Jon Aberatsuri, corredores que poderão ter alguma vantagem sobre homens mais pesados e previsivelmente mais desgastados como Arnaud Démare, Fabio Jakobsen, Alberto Dainese, e Jordi Meeus.

Favoritos Ciclismo Mundial

⭐⭐⭐⭐⭐ Andreas Kron
⭐⭐⭐⭐ Michael Matthews e Matteo Trentin
⭐⭐⭐ Magnus Cort, Tom Pidcock, e Gianluca Brambilla
⭐⭐ Gorka Izagirre, Jesus Herrada, Andrea Bagioli, e Odd Christian Eiking
⭐ Damiano Caruso, Michael Storer, Romain Bardet, Florian Sénéchal, Jon Aberatsuri, Arnaud Démare, Fabio Jakobsen, Alberto Dainese, e Jordi Meeus

Presença Portuguesa

Nelson Oliveira (Movistar) e Rui Oliveira (UAE Team Emirates) são os representantes portugueses, e estarão à partida com os dorsais #175 e #226, respetivamente.

Transmissão em Direto

A corrida contará com transmissão na Eurosport 1, a partir das 14h00.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Releated

Please turn AdBlock off  | Por favor desative o AdBlock