Foguetão a postos para novo lançamento!

Depois do primeiro teste aos favoritos do Giro d’Italia, a prova prossegue com a realização da 5ª etapa, uma jornada de 177 km, com partida em Modena e chegada em Cattolica, na costa do Mar Adriático, e nas imediações de San Marino. O perfil desta tirada será completamente plano, e as próprias curvas serão quase inexistentes ao longo da jornada, o que resulta num desenho algo caricato.

Note-se, contudo, que as curvas existem e podem influenciar, e de que maneira, no desfecho da etapa. Em particular, à entrada do km final, existem duas viragens bem apertadas que obrigam os corredores a uma boa colocação, sob pena de ficarem fora da luta pela vitória.

Percurso da 5ª etapa
O acesso à meta em Cattolica
Perfil da 5ª etapa

Favoritos

Nas duas últimas etapas, a fuga conseguiu triunfar, mas esse dificilmente será o cenário desta 5ª etapa, com um elevado número de equipas interessado num sprint massivo. As oportunidades para os homens mais rápidos não serão muitas mais até ao final da competição, pelo que esta não poderá fugir aos velocistas.

O problema para a maior parte das equipas dos sprinters é que, neste momento, existe um autêntico foguetão no pelotão, que promete fazer a vida muito difícil a quem o queira bater numa chegada plana: Tim Merlier! O corredor da Alpecin-Fenix venceu a primeira etapa com autoridade, e apresenta-se como grande favorito a repetir a dose.

É difícil de apontar com clareza quem será o principal candidato a bater o possante belga, sendo que vamos apontar para Caleb Ewan, da Lotto Soudal, como aquele que à partida terá velocidade de ponta para esse feito. Na 2ª etapa, o australiano estava muito mal colocado, não tendo qualquer hipótese de lutar pela vitória, pelo que terá necessariamente que mudar a abordagem ao sprint.

O outro velocista do pelotão com capacidade para bater Merlier é o holandês Dylan Groenewegen (Jumbo-Visma) embora na 2ª etapa tenha ficado a ideia que está ainda longe do nível que apresentou antes da suspensão. De qualquer forma, se a sua forma estiver em crescendo e se conseguir uma boa colocação no final, será um claro favorito à vitória.

Quem parece estar em bom nível é Elia Viviani, enquanto Fernando Gaviria, depois de não ter conseguido sprintar convenientemente na 2ª etapa, será também um ciclista a ter em conta para este final. Entre os melhores estarão também, com toda a certeza, o campeão da Europa, Giacomo Nizzolo, e o antigo tricampeão do mundo, Peter Sagan.

Em busca de um lugar de destaque estarão ainda: Matteo Moschetti, Davide Cimolai, Max Kanter, Filippo Fiorelli, Manuel Belletti, Riccardo Minali, e Lawrence Naesen. Note-se ainda que, no caso de falha dos seus líderes, lançadores como David Dekker, Simone Consonni, Juan Sebastian Molano, ou Max Walscheid, poderão também bater-se por um resultado de relevo.

Favoritos Ciclismo Mundial:

⭐⭐⭐⭐⭐ Tim Merlier

⭐⭐⭐⭐ Caleb Ewan e Dylan Groenewegen

⭐⭐⭐ Elia Viviani, Fernando Gaviria, e Giacomo Nizzolo

⭐⭐ Peter Sagan, Matteo Moschetti, Davide Cimolai, e Max Kanter

⭐ Filippo Fiorelli, Manuel Belletti, Ricardo Minali, Lawrence Naesen

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Releated

Please turn AdBlock off  | Por favor desative o AdBlock