Dois rounds com o Gigante da Provença!

A etapa 11 da Volta a França traz uma das jornadas mais aguardadas desta edição da prova, com uma dupla ascensão ao lendário Mont Ventoux, o Gigante da Provença!

Os ciclistas irão partir de Sorgues, na região dos Alpes Ocidentais, viajando para Este, ao longo de 198.9 km, em direção a Malaucène. Pelo caminho, encontram duas contagens de 4ª categoria e uma de 1ª, antes da dose dupla de Mont Ventoux. A primeira ascensão será pela vertente a Sudeste, num desafio de 1ª categoria, com 22 km de extensão e 5% de inclinação média. O pelotão irá depois descer a montanha, para a primeira passagem na linha de meta em Malaucène, antes de voltar a encarar o “Monstro Careca”, desta feita pela vertente Sudoeste, para uma titânica dificuldade de categoria especial com 15.7 km a 8.7% de pendente! A jornada termina com uma descida de 20 km que leva os ciclistas de volta a Malaucène.

Perfil da etapa 11 da Volta a França

Favoritos

Noutras edições do Tour, esta seria uma etapa com forte potencial para ser discutida pelos homens da geral. No entanto, com um domínio tão expressivo de Tadej Pogacar, torna-se cada vez mais difícil de ver as restantes equipas a controlar a corrida, o que pode voltar a abrir a porta à vitória da fuga. Ainda para mais com um final em descida, os ciclistas que gostam de atacar de longe estarão a esfregar as mãos com a possibilidade de o pelotão voltar a dar margem suficiente à fuga.

Assim, voltamos a apontar à fuga como provável triunfadora neste dia, sendo que um nome salta à vista dos inúmeros candidatos: Michael Woods. O canadiano da Israel Start-Up Nation não tem escondido que o seu objetivo passa por conquistar a classificação da montanha, pelo que terá hoje um dia chave, com muitos pontos em disputa. Note-se que na etapa 8, ganha por Dylan Teuns, Woods foi terceiro, mostrando que se encontra num bom nível de forma para as etapas de montanha mais complicadas.

Outros nomes que poderão estar na fuga são os prováveis rivais de Woods na luta pela camisola das bolinhas, Nairo Quintana e Wout Poels, e também nomes como Dylan Teuns, Mattia Cattaneo, Aurélien Paret-Peintre, Franck Bonnamour, Ion Izagirre, Bauke Mollema, e claro o Iceman de Pegões, Ruben Guerreiro, que apesar de ter o seu líder, Rigoberto Urán, no 3º posto da geral, tem nesta etapa uma jornada que lhe assenta e que pode ser a grande oportunidade que procurava. A tática da EF-Nippo pode, inclusive, passar por colocar homens na frente que possam ajudar Urán na última subida.

No caso de serem os homens da geral a discutir a etapa, o grande favorito será Tadej Pogacar, sendo interessante de analisar o que vai fazer Ben O’Connor, agora que subiu ao 2º lugar da geral. Será o australiano capaz de aguentar a sua posição face a um rol de atletas que estarão de olhos postos no pódio final, nomeadamente Richard Carapaz, Rigoberto Urán, ou Jonas Vingegaard?

Favoritos Ciclismo Mundial

⭐⭐⭐⭐⭐ Michael Woods
⭐⭐⭐⭐ Nairo Quintana e Wout Poels
⭐⭐⭐ Dylan Teuns, Mattia Cattaneo, e Aurélien Paret-Peintre
⭐⭐ Franck Bonnamour, Ion Izagirre, Bauke Mollema, e Ruben Guerreiro
⭐ Tadej Pogacar, Ben O’Connor, Richard Carapaz, Rigoberto Urán, e Jonas Vingegaard

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Releated

Please turn AdBlock off  | Por favor desative o AdBlock