Benelux Tour abre com jornada para sprinters numa edição que promete!

Arranca hoje para a estrada a 17ª edição do Benelux Tour, prova holandesa de uma semana, corrida nos territórios holandês e belga, com perfil para os grandes nomes das clássicas do Norte. Serão sete dias de corrida, com perfis um pouco distintos. Os sprinters terão as suas oportunidades nos primeiros quatro dias, com um curto contrarrelógio individual pelo meio, enquanto os três últimos dias serão destinados aos candidatos à classificação geral, com dois dias de média montanha e rampas íngremes, e um último dia já tradicional em Geraardsbergen com os tradicionais muros de pavê para os principais especialistas.

A primeira etapa terá 169.6km entre Surhuisterveen e Dokkum, e será a tradicional “pan-flat”, sem qualquer tipo de ascensão ao longo de todo o dia. O ponto de maior destaque será certamente o Km de Ouro, um km com 3 sprints intermédios bonificados, que poderá agitar desde já a luta pela classificação geral, com os principais favoritos na ofensiva. O final é esperado que seja num longo sprint massivo.

Perfil da primeira etapa do Benelux Tour

Favoritos

Num dia totalmente plano e sem grandes dificuldades, os sprinters serão chamados a discutir a vitória e o principal favorito é nada mais nada menos do que o mais regular de toda a temporada, o belga Tim Merlier (Alpecin – Fenix). Merlier tem a oportunidade de conquistar uma grande vitória, e conta com o leadout de grande qualidade da Alpecin, para o conduzir ao triunfo. Será ele capaz de superar uma vez mais os adversários?

A Jumbo – Visma traz um renovado Dylan Groenewegen, que quer certamente conquistar uma vitória e limpar um pouco a sua imagem a nível Mundial. É certo que o holandês já regressou aos triunfos, mas o Benelux aparece num ponto importante na sua temporada e com o leadout de Mike Teunissen, Groenewegen tem tudo para alcançar pelo menos um triunfo em casa. A Trek tem em Mads Pedersen o seu homem rápido, e se o dinamarquês quiser, pode já aproveitar para roubar segundos à concorrência para capitalizar amanhã no curto contrarrelógio individual.

O “pocket-rocket” Caleb Ewan (Lotto Soudal) tem aqui também uma excelente corrida para regressar às vitórias, após a queda e lesão sofrida no último Tour de France. Vindo de um grande Deutschland Tour, Phil Bauhaus (Bahrain Victorious) é também uma seta apontada à vitória, e o alemão está em grande forma! Será ele capaz de surpreender e roubar o triunfo? Fernando Gaviria (UAE Team Emirates) saboreou pela primeira vez a vitória este ano na terceira etapa do Tour de Pologne e isso pode embalá-lo para uma nova onda de triunfos. Será ele capaz de dar um pontapé na crise?

Nota ainda para Danny van Poppel (Intermarche – Wanty – Gobert Materiaux), Alvaro Hodeg (Deceuninck – Quick Step), Elia Viviani (Cofidis) e Cees Bol (Team Sunweb), e para o próprio Peter Sagan (Bora – Hansgrohe), que apesar de já não estar na forma do passado, é sempre um nome capaz de fechar entre os dez melhores.

Favoritos Ciclismo Mundial

⭐⭐⭐⭐⭐ Tim Merlier
⭐⭐⭐⭐ Dylan Groenewegen e Mads Pedersen
⭐⭐⭐ Caleb Ewan, Fernando Gaviria e Phil Bauhaus
⭐⭐ Danny Van Poppel, Alvaro Hodeg, Elia Viviani e Cees Bol
⭐ Peter Sagan, Timothy Dupont, Jake Stewart, Mike Teunissen, Sonny Colbrelli, Ivan Garcia, Christophe Laporte e Max Walscheid

Participação Portuguesa

Nenhum português estará presente à partida da corrida.

Transmissão em Direto

Podes acompanhar a primeira etapa em direto na Eurosport a partir das 15h.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Releated

Please turn AdBlock off  | Por favor desative o AdBlock