A consagração de João Almeida como vencedor de uma corrida por etapas do World Tour!

O Tour de Pologne 2021 chega hoje ao fim com uma etapa que irá consagrar o português João Almeida (Deceuninck – Quick Step) como o grande vencedor da corrida polaca, naquela que é também a sua estreia a vencer corridas por etapas desde que chegou à equipa belga, assim como no calendário World Tour. A vitória que hoje irá obter quando cruzar pela última vez a linha de meta em Cracóvia retira de Almeida o peso de ainda não ter vencido no World Tour e ter batido várias vezes na trave, e consolida-o cada vez mais como um ciclista de sucesso talhado para provas de vários dias.

A sétima etapa do Tour de Pologne irá ligar Sabrze a Krakow, com um traçado de 145.1km praticamente sem dificuldades. Apenas ao km 19.8 teremos uma contagem de segunda categoria, que não deverá fazer mossa num pelotão, que pedalará até ao tradicional circuito final de Krakow, onde entrarão pela primeira vez ao km 125.4. A primeira passagem pela meta será ao km 130.1, com os ciclistas a terem de percorrer depois 3 voltas completas ao circuito para terminarem quando cruzarem pela quarta vez a linha de chegada.

Perfil da sétima etapa do Tour de Pologne

Favoritos

Depois de vencer a primeira etapa, e ter sido terceiro na terceira, Phil Bauhaus (Bahrain Victorious) perfila-se como o maior favorito para levar de vencida a etapa final deste Tour de Pologne. O alemão está a atravessar aquele que é talvez o melhor momento de forma da sua carreira, e está motivadíssimo para conquistar mais um triunfo. A concorrência será forte, mas Bauhaus tem tudo o que é preciso para vencer.

Como principais adversários, o alemão terá pela frente os colombianos Fernando Gaviria (UAE Team Emirates) e Alvaro Hodeg (Deceuninck – Quick Step), que parecem estar em subida clara de forma. Gaviria voltou às vitória na terceira etapa, enquanto Hodeg o fez no último Tour de l’Ain, tendo estado perto do triunfo na primeira etapa por terras polacas. Serão eles capazes de superar Bauhaus?

Numa terceira linha surgem Hugo Hofstetter (Israel Start-Up Nation), Olav KooijDavid Dekker (Jumbo – Visma). Hofstetter fez uma excelente primeira etapa e fechou ainda nos três primeiros, e hoje poderá voltar a fazê-lo, e quem sabe até ameaçar o triunfo. Kooij esteve muito perto de vencer na terceira etapa, tendo ficado em segundo apenas após o photofinish, enquanto Dekker, por outro lado já mostrou que pode funcionar muito bem como lançador ou como sprinter.

Nota ainda para os belgas Edward Theuns (Trek – Segafredo) e Jonas Rickaert (Alpecin – Fenix), para o italiano Stefano Oldani (Lotto Soudal) e para o alemão Max Kanter (Team Qhubeka NextHash). Todos eles são muito rápidos, e poderão surpreender ao conquistar posições entre os cinco melhores da jornada.

Quem irá levar a melhor no terceiro dia em terras polacas?

Favoritos Ciclismo Mundial

⭐⭐⭐⭐⭐ Phil Bauhaus
⭐⭐⭐⭐ Fernando Gaviria e Alvaro Hodeg
⭐⭐⭐ Hugo Hofstetter, Jake Stewart e David Dekker
⭐⭐ Edward Theuns, Jonas Rickaert, Max Kanter e Stefano Oldani
⭐ Andrea Pasqualon, Max Walschied, Ivan Garcia Cortina, Jake Stewart Stanislaw Aniolkowski

Presença Portuguesa

João Almeida (Deceuninck – Quick Step) é o único representante Português à partida da corrida polaca e irá alinha com o dorsal #1, fruto da vitória de Remco Evenepoel, ao serviço da equipa Belga, em 2020.

Transmissão em Direto

A corrida não será transmitida em direto em qualquer dos canais portugueses.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Releated

Please turn AdBlock off  | Por favor desative o AdBlock