À caça do besouro vermelho!

A 7ª etapa da La Vuelta a España traz uma jornada de 152 km, entre Gandía e Balcón de Alicante, num dia bem duro, com seis contagens de montanha.

A corrida começa de imediato a subir com uma ascensão de 1ª categoria para Puerto La Llacuna (9.4 km a 6.2%). Segue-se depois uma subida de 3ª categoria, duas de 2ª, e outra de 3ª, antes da montanha final, uma 1ª categoria para Balcón de Alicante (8.4 km a 6.4%).

Perfil da etapa 7 da La Vuelta

Favoritos

Na etapa de ontem a fuga acabou por triunfar mesmo, apesar de tal ter acontecido por muito pouco. Hoje, o cenário pode muito bem ser o mesmo, ou seja, uma fuga terá margem para sair e eventualmente para discutir a etapa, mas a certa altura o pelotão vai aumentar o ritmo o que pode acabar por afastar a fuga da decisão da etapa. Neste equilíbrio 50-50, vamos apontar para a possibilidade de hoje ser o pelotão a discutir a vitória na tirada.

Note-se que a Jumbo-Visma não irá perseguir uma fuga só para tentar a vitória em etapa, vendo com bons olhos até ceder novamente a camisola vermelha ao “corredor certo”. No entanto, formações como a Movistar, a Ineos Grenadiers, e a Bahrain-Victorious terão certamente ideias para este dia. Se os líderes destes conjuntos estiverem bem, em particular os da Movistar que ocupam 2º, 3º, e 4º da CG, este é um dia para tentar isolar Rogla.

Apesar de este ser um cenário propício a ataques ao esloveno, é incontestável que Primoz Roglic é o grande favorito para uma chegada em alto, em especial se a sua concorrência não o conseguir isolar antes dos 5 km finais, que serão os mais duros da derradeira ascensão.

De facto, a Movistar está obrigada a jogar com os seus números e a atacar a corrida de forma precisa e eficaz, algo que por vezes não acontece no conjunto espanhol. De qualquer forma, Enric Mas, Miguel Ángel López, e Alejandro Valverde, são óbvios candidatos a poder levar a etapa.

Entre os melhores deverão estar também Aleksandr Vlasov (Astana), Giulio Ciccone (Trek), Adam Yates (Ineos), Mikel Landa (Bahrain), Egan Bernal (Ineos), e David de la Cruz (Emirates).

Como referido, a possibilidade de uma fuga vir a triunfar é bem real, sendo que existem inúmeros bons candidatos a estar na frente e discutir a vitória, sendo possível referir nomes como Michael Storer (DSM), Clement Champoussin e Geoffrey Bouchard (AG2R), Gino Mäder (Bahrain), Jack Haig (Bahrain), Andrea Bagioli (Deceuninck), Simon Carr (EF), Guillaume Martin (Cofidis), Rafal Majka (Emirates), Rein Taaramäe (Intermarché-Wanty), ou Wout Poels (Bahrain).

Favoritos Ciclismo Mundial

⭐⭐⭐⭐⭐ Primoz Roglic
⭐⭐⭐⭐ Enric Mas e Miguel Ángel López
⭐⭐⭐ Alejandro Valverde, Aleksandr Vlasov, e Giulio Ciccone
⭐⭐ Adam Yates, Mikel Landa, Egan Bernal, e David de la Cruz
⭐ Michael Storer, Clement Champoussin, Geoffrey Bouchard, Gino Mäder, Jack Haig, Andrea Bagioli, Simon Carr, Guillaume Martin, Rafal Majka, Rein Taaramäe, e Wout Poels

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Releated

Please turn AdBlock off  | Por favor desative o AdBlock