Unidos pelo Ciclismo

A pandemia provocada pelo COVID-19 veio retirar a todos o prazer de assistirmos quase diariamente a competições velocipédicas internacionais e nacionais. Numa altura em que o desconfinamento já está quase completo e que algumas competições retomaram, o inimigo do Ciclismo permanece. Mas essa incerteza põe em causa atletas e equipas técnicas, patrocinadores e não só.

A Volta a Portugal é sem dúvida a prova que mais valor e prestigio traz à modalidade, mas para os atletas poderem competir da melhor maneira é necessário chegar a finais de julho com quilómetros nas pernas, em competições.

Dessa forma, o Ciclismo Mundial junta-se à Associação Portuguesa de Ciclistas Profissionais (APCP) e à Federação Portuguesa de Ciclismo no MANIFESTO PELO REGRESSO DO CICLISMO onde se apela, que as entidades competentes, aprovem, com a maior urgência, um calendário competitivo, garantindo “o regresso dos ciclistas à sua atividade profissional, assegurando os salários e o futuro de todos, em risco por cada dia a mais de inactividade desportiva”, permitindo “o acerto de todos os pormenores organizativos e sanitários em eventos de menor dimensão logística, de modo a assegurar que tudo se desenrola como previsto durante a Volta a Portugal” e dando “confiança a todos os intervenientes e parceiros quanto à viabilidade do recomeço da época desportiva de ciclismo de 2020, uma vez que, pela natureza desta modalidade, ao contrário da maioria das demais, a próxima temporada não começa já no final do verão, mas apenas no próximo ano.”

Juntos seremos mais fortes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Releated

Please turn AdBlock off  | Por favor desative o AdBlock