Revelado o percurso do Critérium du Dauphiné!

A organização do Critérium du Dauphiné já revelou aquele que será o percurso para a edição 73 da corrida que serve de antecâmara para o Le Tour de France, com algumas novidades e detalhes super interessantes, dos quais se destaca o regresso do contrarrelógio individual à etapa 4, uma especialidade que em 2020 tinha desaparecido da corrida, após a mesma ter sido encurtada para 5 dias. De 9 a 16 de junho, o Critérium du Dauphiné será mais uma corrida a não perder e nós estaremos cá para lhe trazer tudo sobre as 8 etapas que irão para a estrada!

O Critérium du Dauphiné 2021 terá 8 etapas, das quais se destacam claramente as últimas duas, que trarão pela frente dois dias duríssimos de alta montanha, para decidir a classificação geral! Começando pelo princípio, a primeira etapa será um dia já tradicional no Dauphiné, num traçado em constante sobe e desce, com 7 contagens de montanha, 4 de quarta categoria, e 3 de terceira, em 182km com partida e chegada em Issoire. O pelotão irá percorrer 70km quase sempre planos na fase inicial, até entrar no acidentado circuito final de cerca de 37km, para o percorrer por três vezes, até cortarem a meta na última das passagens.

Perfil da Etapa 1

Ao segundo dia os ciclistas terão pela frente um dia de média montanha, com 173km entre Brioude e já com uma contagem de primeira categoria, e outra de segunda. Homens como Wout van Aert ou Julian Alaphilippe deverão beneficiar com o perfil e estar na luta pela vitória na tirada. Quem estiver desatento, poderá pagar caro no final.

Perfil da Etapa 2

A terceira etapa será aquela que mais irá favorecer os sprinters, num dia com 172.5km entre entre Langeac e Saint-Haon-Le-Vieux, que contará apenas com duas contagens de montanha, uma de quarta, e outra de terceira categoria, ambas na primeira metade da etapa, com a segunda metade a ser praticamente toda ela plana, apesar dos metros finais terem também eles alguma inclinação.

Perfil da Etapa 3

O quarto dia trará o regresso do contrarrelógio individual à competição, com 16.4km entre Firminy e Roche-la-Molière, num percurso plano na primeira parte, e um pouco acidentado na segunda podendo definir diferenças importantes entre os candidatos à classificação geral.

Perfil da Etapa 4

Ao quinto dia teremos mais um dia bastante acidentado, um pouco mais duro que o primeiro, mas que será capaz de voltar a partir o pelotão e deixar os principais sprinters de fora da disputa pela vitória na tirada. Serão 175.5km entre Saint-Chamond e Saint-Vallier, com três contagens de terceira categoria, uma contagem de quarta categoria, e uma contagem de segunda categoria, já a 12km da chegada.

Perfil da Etapa 5

No sexto dia de Dauphiné teremos mais uma etapa de montanha, que irá servir para apimentar a corrida em véspera do duro fim de semana final! Serão 168km entre Loriol-sur-Drome e Le Sappey En-Charteuse, com os primeiros 120km a serem praticamente planos, e os restantes 48km a incluírem duas contagens de segunda categoria, e duas contagens de terceira, encadeadas, com a última a coincidir com a meta.

Perfil da Etapa 6

Na etapa 7 entraremos então no território da alta montanha, com uma tirada de 171km entre Saint-Martin Le Vinoux e La Plagne, com o final a ser numa contagem de categoria especial, num dia que inclui duas contagens de categoria máxima, uma segunda categoria, e uma quarta categoria. A primeira especial será o Col du Pré, uma subida quase sempre feita aos repelões, com 12.6km a 7.7% de pendente média. A subida final, pelo contrário, será praticamente toda ela constante, com 17.1km a 7.5% de pendente.

Perfil da Etapa 7

Na oitava e última etapa teremos mais um dia de alta montanha, numa tirada que irá ligar La Léchère-les-Bains a Les Gets, num total de 147km. O dia incluirá 6 contagens de montanha, com uma quarta categoria, uma terceira categoria, duas segundas categorias, uma primeira categoria, e uma categoria especial, esta última a 16.5km da chegada, que será o Col de Joux Plane, uma subida de 11.5km a 8.5%, e também ela quase sempre constante. Cruzada a última subida categorizada, o pelotão terá 10km em descida, sendo que depois os últimos 6km serão de novo em subida, não categorizada, até à meta em Les Gets.

Perfil da Etapa 8

Pelotão

Entre os nomes confirmados para a corrida está já a armada da Jumbo – Visma, que deverá incluir Primoz Roglic, e Wout van Aert à cabeça, e ainda Steven Kruijswijk, Tony Martin, Mike Teunissen, Sepp Kuss e Robert Gesink. Também Tadej Pogacar deverá estar presente, e será um dos maiores candidatos à vitória final. Richard Carapaz, Guillaume Martin e David Gaudu, deverão ser alguns dos trepadores presentes, numa corrida que promete espetáculo!

Quem irá vencer o 73º Critérium du Dauphiné?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Releated

Please turn AdBlock off  | Por favor desative o AdBlock