O que esperar de janeiro?

Janeiro já vai quase a meio, o que quer dizer que o ciclismo está quase quase a voltar! Austrália é o palco tradicional de começo da temporada, e desta vez até teremos um português a estrear-se no World Tour! Ainda durante a passagem pela Oceania, as equipas rumam à América do Sul e ao Sul da Europa.

Dia 16 de janeiro, o ciclismo ao mais alto nível recomeçará! O Tour Down Under feminino é a primeira prova que promete colar os espectadores ao ecrã, com Amanda Spratt a querer revalidar em casa o título que conquistou nos últimos 3 anos. As suas principais rivais para esta prova vão se perfilando com o passar dos dias, e por agora, Rachel Neylan, terceira no ano transato, e a jovem Sarah Gigante são as maiores candidatas a bater Spratt. Durante quatro dias, as meninas percorrerão as estradas australianas, num país que recentemente tem sido consumido pelos incêndios, e que até pode ter algumas etapas ou até mesmo toda a prova em risco. A vencedora será consagrada no dia 19, no tradicional circuito de Adelaide.

Dois dias depois da prova feminina terminar, começa a prova também para os homens, com Daryl Impey motivado para renovar o título que conquistou nos últimos dois anos. Como principais rivais terá Richie Porte, que aparece sempre forte em casa, Romain Bardet, Rohan Dennis e Patrick Bevin! Também os sprinters começam já a medir forças logo no início da época com Caleb Ewan, Elia Viviani, Sam Bennett, André Greipel e Jasper Philipsen a prometerem espetáculo nas chegadas planas. A prova será também de estreia para o português João Almeida ao serviço da QuickStep. Veremos se o português terá liberdade nas chegadas mais duras para se poder mostrar no terreno onde é mais forte. O vencedor será descoberto no dia 26, após o tradicional circuito em Adelaide.

Também no dia 26, terá início a Vuelta a San Juan, na Argentina, uma volta bastante interessante, que durante uma semana costuma nos trazer dias de sprint, contrarrelógio, média montanha e alta montanha, e que este ano já nos confirmou a presença de Julian Alaphilippe e Remco Evenepoel, dois nomes que por si só já trazem muita gente à estrada. A Bora não se ficou atrás e avançou com Rafal Majka e Peter Sagan, que já tem confirmado duelo para as etapas ao sprint com o seu rival de longa data Fernando Gaviria. Pelas cores portuguesas, Nelson Oliveira irá começar a época pela Movistar nesta prova da América do Sul, sendo que é muito provável que o ciclista português se estreie no Giro esta temporada para depois se focar nos Jogos Olímpicos. A corrida pelas terras sul-americanas terminará já no início do mês seguinte, no dia 2 de fevereiro.

Para fechar o mês, começa também uma série de quatro clássicas espanholas, que servirão de preparação para a Volta à Comunidade Valenciana, que começará no mês seguinte. Dia 30 disputar-se-á o Trofeo Porreres e dia 31 o Trofeo Andratx.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Releated

Please turn AdBlock off  | Por favor desative o AdBlock