Esclarecimento: 82ª Volta a Portugal em 2021, mas teremos “Edição Especial”

A Podium anunciou hoje pela manhã, através de um Comunicado Oficial, o adiamento da edição 82 da Volta a Portugal para 2021, a realizar nas datas habituais, indicando sempre a possibilidade da realização de um Evento Especial. Ora, poucas horas depois, a Federação Portuguesa de Ciclismo indicou através de um artigo no seu website a realização de uma Volta a Portugal em Bicicleta, que não será no entanto a sua edição tradicional, constituindo assim o tal “Evento Especial” que a Podium referiu.

A prova vai ter lugar na data calendarizada inicialmente no pacote de eventos garantidos pela Federação e relatados pelo Ciclismo Mundial a 20 de julho.

  • 14.08: Nacionais Contrarrelógio – Elite e Sub-23 Masculinos, e Paraciclismo
  • 15.08: Nacionais Fundo – Sub-23 Masculinos
  • 16.08: Nacionais Fundo – Elite Masculinos
  • 05.09 – 06.09: Qualificações Inter-Regionais para os Nacionais de Rampa
  • 13.09: Nacionais de Rampa – desde Cadetes a Masters
  • 19.09 – 20.09: Troféu Joaquim Agostinho
  • 19.09 – 20.09: Nacionais de Contrarrelógio – Formação, Feminino e Masters
  • 27.09-05.10: Volta a Portugal
  • 10.10 – 11.10: GP “O Jogo”
  • 13.10 – 18.10: GP “JN”

Para que não haja dúvidas relativas ao assunto, a 82ª Volta a Portugal em Bicicleta apenas se realizará em 2021. Os contratos foram feitos em nome da Podium e a mesma tem a possibilidade (de acordo com os vínculos assinados) de alterar a prova. Depois da empresa não ter tido condições para manter a prova, exemplo das Autarquias recusarem a passagem, a organização precisou de a adiar para 2021.

Tendo em conta as circunstâncias, a Federação pegou na “ideia” e juntamente com autoridades competentes estão a construir uma Volta mais pequena de 9 dias – 1 prólogo e 8 etapas.

“A edição de 2020 da Volta a Portugal em Bicicleta vai realizar-se de 27 de setembro a 5 de outubro, sendo organizada pela Federação Portuguesa de Ciclismo. A edição tradicional da Volta, enquanto grande festa popular de agosto, com 12 dias de duração, não se realizou, devido à pandemia. A Federação Portuguesa de Ciclismo entendeu, no entanto, que a Volta a Portugal é essencial para o futuro do ciclismo profissional no país, tendo decidido organizar uma edição adaptada às circunstâncias especiais em que vivemos. A corrida será composta por um prólogo e oito etapas, tendo as principais características de um grande evento de ciclismo: interesse desportivo, forte impacto mediático, capacidade de dinamizar a economia do país e de divulgar o território e garantia de retorno para o investimento dos patrocinadores da corrida e das equipas participantes. Depois de a iniciativa da Federação Portuguesa de Ciclismo ter obtido um excelente acolhimento das câmaras municipais contactadas para integrarem o itinerário, decorrem com normalidade os trabalhos para a organização da prova. Oportunamente serão comunicados os detalhes desta Volta a Portugal, que, em 2020, pretende ser especial e inspiradora, um símbolo de um país que supera adversidades para celebrar a vida através do desporto.”

Comunicado Federação Portuguesa de Ciclismo

Teremos então uma Volta um pouco diferente, com menos dois dias, sem dias de descanso, fora da organização da Podium, mas efetivamente um evento apelidado de “Volta a Portugal em Bicicleta”!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Releated

Please turn AdBlock off  | Por favor desative o AdBlock