Ciclismo Feminino regressa em grande já amanhã!

O ciclismo feminino vai regressar já com provas de alto nível a partir de amanhã, numa semana em que se correrão 3 clássicas em Espanha com perfis muito apelativos e um pelotão recheado de qualidade! A Emakumeen Klasikoa, a Clasica Femenina Navarra e a Durango-Durango prometem fazer as delícias dos espectadores e nós vamos mostrar-vos todos os detalhes desta semana de clássicas espanholas.

No pelotão já confirmado temos a campeã do Mundo Annemiek van Vleuten e a ex-campeã do Mundo Anna van der Breggen, com a Mitchelton-Scott e a Boels – Dolmans Cycling Team, respetivamente como as grandes cabeças de cartaz para as 3 corridas. A juntar a elas, o maior nome é sem dúvida o de Marianne Vos da CCC-Liv, que também apresenta Ashleigh Moolman-Pasio caso a corrida endureça em demasia para a holandesa. Cecilie Uttrup Ludwig pela FDJ, Lucinda Brand pela Trek, e ainda pela Mitchelton a australiana Amanda Spratt.

Também Portugal irá estar representado nestas clássicas, através da equipa espanhola Farto – Águas do Paraño, que vai apresentar na sua composição Diana Pedrosa. a qual esperamos e torcemos para que consiga obter um bom resultado nas diversas clássicas.

Olhando agora às clássicas, a primeira delas, a Emakumeen Klasikoa será mais virada às trepadoras, com duas subidas classificadas em primeira categoria, e outras duas em segunda. A decisão da corrida deverá ser feita na última das subidas, a Zuarrarrate, cujo topo se encontra a 8km do final, para depois as ciclistas fazerem a descida até à meta.

Perfil da Emakummen Klasikoa

Na segunda clássica, a Clasica Femenina Navarra, não teremos subidas tão longas, mas sim uma série de colinas, subidas mais curtas e explosivas, com a última delas situada a 13km do final. A decisão deverá cair para ciclistas mais rápidas, que consigam passar estas colinas com relativa facilidade, como é o caso de Marianne Vos.

Perfil da Clasica Femenina Navarra

Já na última das três, a Durango-Durango, é a mais difícil de prever. O perfil irá passar por dois circuitos distintos, o primeiro mais plano, e ao qual serão dadas 5 voltas, e o segundo com uma subida, a Goiuria Gaina, que será passado por dois lados distintos. A primeira com 4.9km a 5.0%, e a segunda com 4.7km a 5.6%. A última subida tem o seu topo a 6.5km do final, e os ataques poderão surgir e partir a corrida como é mais natural no pelotão feminino.

Perfil da Durango – Durango

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Releated

Dan Bigham vai tentar bater o Recorde da Hora, mas as regras não o permitem bater o recorde de Campenaerts!

Dan Bigham anunciou que irá assumir uma tentativa de bater o Recorde de Hora, ao tentar reclamar o título britânico actualmente detido por Sir Bradley Wiggins. O especialista em contrarrelógio e corredor da equipa Ribble-Weldtite Bigham tem vindo a trabalhar especificamente para o recorde mundial da hora, actualmente detido por Victor Campenaerts, e o recorde […]

Please turn AdBlock off  | Por favor desative o AdBlock