Melhores do Ano #39 – Qual o cadete que mais se destacou em Portugal em 2020?

Olhando agora de forma geral, sem focar nenhuma vertente em específico, seguimos com mais uma votação, desta vez para decidir quem foi o Cadete Português do Ano! Para nomeados estão António Morgado, Daniel Lima, Artur Mendonça, e Miguel Batista, todos eles ciclista com temporadas de destaque, que poderás rever já de seguida!

Comecemos por António Morgado, o super talento da Anipura, que venceu a Volta a Cantanhede, os Nacionais de Rampa, os Nacionais de Contrarrelógio, e os Nacionais de Fundo, conquistando assim quatro vitórias em quatro provas disputadas em território nacional. Em França, Morgado esteve presente no Tour des Municipalités, prova em que esteve em grande destaque com a vitória final, limpando toda a concorrência. Morgado teve ainda um convite para fazer a Vuelta al Besaya pela equipa espanhola Ciudad de Oviedo e não desiludiu! Conquistou a segunda etapa da prova e fez segundo à geral, a apenas 2s do vencedor, e venceu a classificação da montanha. Na pista venceu as 3 provas da Taça de Portugal de Scratch, para se sagrar então o vencedor da geral final nessa mesma prova. Nos Campeonatos Nacionais, Morgado não participou na corrida de Scratch, mas venceu as provas de Eliminação, Corrida por Pontos e Perseguição Coletiva, conquistando então 3 títulos nacionais na pista nesta temporada. Ainda houve tempo para Morgado dar um salto até ao BTT, tendo sido quarto nos Nacionais de XCO!

Daniel Lima foi a grande sensação da temporada nos Cadetes Masculinos na vertente de BTT! O Ciclista da equipa de Loulé venceu as 4 provas da temporada, o XCO de Vila Franca, em março, os Nacionais de XCE, a segunda prova da Taça de Portugal em Guimarães, e por fim os Nacionais de XCO, terminando a temporada com um registo perfeito e imaculado! Daniel esteve também ativo em estrada, tendo até começado a temporada por vencer o Circuito Jorge Guerreiro no Algarve. Não esteve presenta na Volta a Cantanhede, mas foi terceiro nos Nacionais de Rampa logo após o confinamento. Nos Nacionais de contrarrelógio terminou na sexta posição, mesmo antes de ter fechado a temporada com a prata nos Nacionais de fundo!

Artur Mendonça, também ciclista do BTT Loulé, esteve em destaque ao conquistar três segundos lugares, apesar de nem ter entrado tão bem, tendo sido apenas 18º em Vila Franca. No regresso pós-confinamento apareceu em grande forma, e conquistou a prata nos Nacionais de XCE, foi segundo na 2ª prova da Taça de Portugal, em Guimarães, e conquistou de novo a prata nos Nacionais de XCO! Em estrada esteve em destaque nos Nacionais de fundo, que terminou na sétima posição, tendo sido o lançador do colega de equipa Daniel Lima para o sprint final.

Miguel Batista foi mais um corredor que obteve excelentes resultados, dos quais claramente se destaca o título nacional de Scratch como a maior conquista! Na Taça de Portugal esteve também em evidência nesta disciplina ao ter obtido três segundos lugares, todos atrás do vencedor final, António Morgado. Na estrada foi um elemento importante de trabalho para a equipa de Loulé, tendo fechado por diversas vezes nos 25 primeiros.

Com as cartas lançadas, chega a tua vez de decidir, qual deles foi o Cadete do Ano em Portugal?

O período de votação terminou!

Ciclista Cadete Masculino do Ano
382 votos

Podes votar também na Equipa de Formação Feminina do Ano no link abaixo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Releated

Please turn AdBlock off  | Por favor desative o AdBlock