Melhores do Ano #31 – Ano de Recorde no BTT!

Chega a vez da vertente do BTT tomar de assalto as votações para Melhores do Ano do Ciclismo Mundial! E para começar, nada melhor que decidir aquele que foi o atleta do ano na vertente, e para nomeados temos Tiago Ferreira e José Dias, ambos da DMT Racing Team, Roberto Ferreira da Guilhabreu BTT, e Mário Costa da AXPO / FirstBike Team / Vila do Conde. Apresentemos então aquilo que foi a temporada de cada um…

Tiago Ferreira preparava-se para mais um ano de sucessos pelo Mundo fora, mas o covid-19 veio retirar-lhe essa possibilidade com várias competições canceladas. Sem corridas e com a ambição de sempre, Tiago assumiu o desafio de tentar o Duplo Evereste em 24h, e conseguiu fazê-lo, até em menos tempo, e bateu assim um recorde do Guiness! Depois disso conquistou uma vez mais o título Nacional de XCM, após ter sido quarto classificado na segunda prova da Taça de Portugal de XCO, e acabou por se sagrar vice-campeão Mundial também no XCM e dar mais uma medalha às cores nacionais!

José Dias teve também uma boa temporada, em que até entrou a vencer após ter batido Roberto Ferreira na segunda prova da Taça de Portugal de XCO! 15 dias depois viria a conquistar a segunda posição no Nacional, também de XCO, conquistando assim a prata, medalha que viria a repetir no Nacional de XCM, atrás do seu colega de equipa Tiago Ferreira. Nos Mundiais de XCM acabou por ser vítima de diversos problemas mecânicos, tendo terminado apenas em 23º.

Roberto Ferreira foi talvez o maior destaque do ano nas provas nacionais! O ciclista da equipa de Guilhabreu começou por ser 13º, e 2º melhor português, na primeira prova da Taça de Portugal de XCO, ainda antes do confinamento, em Vila Franca, mas apareceu ainda mais forte após o lockdown, tendo se sagrado Campeão Nacional de XCE, logo no recomeço! Depois disso viria a ser segundo na segunda prova da Taça de Portugal de XCO, perdendo ao sprint para José Dias, mas a história inverter-se-ia duas semanas depois, com Roberto a conquistar o campeonato Nacional de XCO perante o mesmo adversário! A época fechou com o Nacional de XCM, onde acabaria por terminar na quarta posição.

Mário Costa começou bastante bem a temporada, com o 6º lugar na primeira prova da Taça de Portugal de XCO, ainda antes do confinamento, em Vila Franca, tendo sido também o melhor português do dia. No regresso das provas foi prata no Nacional de XCE, apenas atrás de Roberto Ferreira, e viria a não terminar segunda prova da Taça. Nos Nacionais de XCO fechou na quinta posição, tendo sido o último resultado de destaque, já que nos Nacionais de XCM acabou por não fechar nos 10 primeiros.

Com as cartas lançadas, chega a tua vez de decidir! Qual destes foi o ciclista do ano na vertente de BTT?

O período de votação terminou!

Ciclista Português do Ano no BTT
486 votos

Podes votar também no Momento do Ciclismo Feminino do Ano no link abaixo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Releated

Please turn AdBlock off  | Por favor desative o AdBlock