Melhores do Ano #15 – Um ano histórico na pista!

Transitamos do Ciclismo Internacional para o Ciclismo Português, para destacar também os elites e os jovens portugueses em diversas vertentes. Começamos pela pista, e o que dizer de 2020… Foi um ano recheado de sucessos para as cores lusas, com a conquista dos dois primeiros títulos europeus de elites, há poucas semanas! Entre os nomeados temos a dupla dos Gémeos Oliveira, Iúri Leitão, e João Matias, e vais poder recordar as temporadas dos 4 já de seguida!

Iúri Leitão começou a temporada de pista em grande nível! Sagrou-se logo no início de fevereiro campeão nacional de Scratch, e foi segundo na Corrida por Pontos e em Perseguição Individual. Poucos deias depois voltou a estar em destaque no Trofeu Internacional de Anadia, com o terceiro lugar na prova de scratch para sub-23 e com a prata no madison em parceria com João Matias. Em outubro começaram os campeonatos da Europa e Iúri apareceu ao seu melhor nível, arrecadando três medalhas de prata nas provas sub-23 de Scratch, Eliminação e na Corrida por Pontos. Não satisfeito com os resultados, o jovem português chegou ainda melhor um mês depois aos Europeus de Elites, depois de ter obtido a medalha de prata em Eliminação, a sua primeira em Europeus da categoria, venceu categoricamente a prova de Scratch, dando às cores portuguesas o primeiro ouro da história! Também no Omnium, Iúri lutou até final, mas uma prova de Eliminação menos conseguida, acabou por permitir apenas a medalha de bronze com a qual Iúri terminou a temporada, que foi desde logo a melhor de sempre de um ciclista português na pista!

Ivo Oliveira teve também uma excelente temporada na pista, fazendo história e cumprindo um sonho que há muito já prometia. O português não correu os nacionais de fevereiro, mas chegou aos Europeus de Elites embalado depois de uma super Vuelta a España, e limpou a prova de Perseguição Individual, sagrando-se assim pela primeira vez Campeão Europeu de Elites da especialidade, após duas finais que já havia perdido para… Filippo Ganna! Poucos dias depois, Ivo voltou à pista com o irmão Rui para a prova de madison, e uma vez mais voltaram a estar em grande nível, conquistando a medalha de prata que encerrou os Europeus de Elites para as cores nacionais!

João Matias, apesar de não ter estado presente nos Europeus, acabou por ser o ciclista em maior destaque na primeira fase do ano, conquistando o título nacional de Perseguição Individual e da Corrida por Pontos. No Trofeu Internacional de Anadia foi segundo na Corrida por Pontos, e também no Madison, em parceria com Iúri Leitão. Antes disso, o ciclista da Aviludo – Louletano havia ainda se sagrado Campeão Nacional de Madison, prova que correu em dupla com Rui Oliveira.

Por fim, o próprio Rui Oliveira, que se sagrou campeão nacional de Madison com Matias logo no início da temporada, e de seguida dedicou-se à estrada para uma super exigente temporada com a UAE Emirates. No final da Vuelta, Rui estava já em quebra de forma, mas chegou ainda com algumas forças aos Europeus, e mesmo com uma Corrida por Pontos menos conseguida, no dia seguinte juntou-se ao irmão Ivo para darem às cores portuguesas a prata no Madison, e encerrar os Europeus de Elite com chave de ouro!

A decisão agora é tua! Quem foi o ciclista português de 2020 na pista?

O período de votação terminou!

Ciclista Português do Ano na Pista
446 votos

Podes ainda votar no momento do ano no Ciclismo Feminino no link abaixo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Releated

Please turn AdBlock off  | Por favor desative o AdBlock