Melhores do Ano #14 – Holanda, Holanda, Holanda… e Deignan!

O domínio holandês foi muito ao longo do ano, e por isso mesmo entram nesta competição neste momentos 4 holandesas e apenas 1 britânica. Vleuten e Breggen dominaram metades distintas da temporada, mas Lizzie Deignan também apareceu nos momentos chave e conquistou boas vitórias em 2020!

Anna Van der Breggen teve um 2020 de sonho. Conquistou tudo o que lhe faltava conquistar, mas foi claramente a conquista do Giro Rosa e do Campeonato do Mundo que mais saltaram à vista. A primeira conquista graças a uma queda de van Vleuten que a fez desistir da competição e a conquista dos dois títulos Mundiais, o de contrarrelógio depois da super favorita, Chloe Dygert, ter caído e abandonado a competição com uma lesão grave, e o de fundo com uma forte arrancada que deu alas para que a holandesa fizesse a dobradinha no ouro mundial.

Por outro lado, a forma como Vleuten conquista a prata nos Mundiais é de outro mundo! Passado 8 dias da queda e ter fraturado o pulso, entra em competição quando menos se pensava e vai logo para o segundo lugar do pódio do mundial de fundo. Esta mulher aos seus 38 anos continua a não desiludir!

Por último, encontramos o único momento onde uma holandesa não brilhou. Recuamos ao La Course by Le Tour de France, onde Elizabeth Deignan retira uma vitória ao sprint a Marianne Vos, que já se perfilava para voltar a vencer em França, jogando de forma muito inteligente os metros finais para bater a lendária holandesa.

A decisão toca-te a ti uma vez mais! Qual foi o grande momento de 2020?

O período de votação terminou!

Momento do Ano
50 votos

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Releated

Please turn AdBlock off  | Por favor desative o AdBlock